Figueirense 0 x 0 Vila Nova - Fizeram por merecer! Série C é logo ali!

Figueira até chegou ao 7º jogo sem vitória, mas continua na degola, assim como o Tigrão, que não vence há oito

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 05 (AFI) - Figueirense e Vila Nova mostraram, na noite desta terça-feira, o motivo de brigarem contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Catarinenses e goianos pouco produziram e empataram sem gols no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 33ª rodada. A dupla segue na zona de rebaixamento.

O Figueira perdeu a chance de deixar a degola. Mesmo sem perder há sete partidas - duas vitórias e cinco empates -, o Alvinegro amarga a 17ª colocação com 34 pontos, um a menos do que o primeiro rival fora da zona do descenso (Londrina). O Vila Nova, por sua vez, chegou a oito partidas sem vitória - quatro empates e quatro derrotas - e ocupa a 18ª posição com 32 pontos.

Mais perto da Série C. (Foto: Eduardo Pauli)
Mais perto da Série C. (Foto: Eduardo Pauli)

SURPRESO?
O Vila Nova pregou uma pegadinha ao Figueirense. O clube goiano divulgou uma escalação e, quando entrou em campo, Romário estava na vaga de Erick, então titular na relação divulgada pelo Tigrão. O técnico Itamar Schulle se esquivou do ato e mandou perguntarem aos responsáveis pela assessoria do Vila. A comissão técnica do Figueirense soltou marimbondos quando percebeu a mudança na lateral esquerda.

SEM AMBIÇÃO!

Em campo, Figueirense e Vila Nova mostraram o motivo de brigarem contra o rebaixamento. Sem ambição, os times poucos agitaram a partida. A primeira chance foi dos goianos aos 13 minutos. Romário cruzou para Gustavo Henrique que se antecipou à zaga e bateu, mas a bola saiu.

Torcida até foi, mas não gostou do que viu. (Foto: Matheus Dias / FFC)
Torcida até foi, mas não gostou do que viu. (Foto: Matheus Dias / FFC)

A resposta veio quatro minutos depois. Fellipe Mateus rolou para Tony que encheu o pé a bola passou rente à trave do Vila Nova. Os donos da casa voltaram a assustar aos 34 minutos. Fellipe Mateus bateu firme de pé direito e assustou.

BEM FEITO!
A primeira chance do 2º tempo foi do Figueirense e, mais uma vez, de longa distância. Breno pegou firme na bola, mas Rafael Santos, bem colocado, defendeu. Aos 15 minutos, o Vila Nova apareceu com Romário. Com nome de craque, o jogador recebeu sem marcação, tentou encobrir Pegorari, mas a bola passou por cima.

Os clubes pouco deram emoção ao jogo. Figueirense e Vila Nova mostraram o motivo de estarem na zona de rebaixamento. Sem força, os rivais empataram sem gols e se complicaram na luta contra o descenso.

PRÓXIMOS JOGOS
O Figueirense voltará a campo na próxima sexta-feira, às 21h30, quando receberá o Coritiba no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 34ª rodada. No mesmo dia, mas às 20h30, o Vila Nova enfrentará o Operário no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
33ª rodada
Data
05/11/2019
Horário
20h30
Local
Orlando Scarpelli - Florianópolis (SC)
Árbitro
Wanderson Alves de Souza (MG)

Renda
R$ 89.610,00.
Assistentes
Celso Luiz da Silva (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)

Público
5.536 torcedores.
Cartões Amarelos
Figueirense-SC: Vitor Guilherme, Gustavo Poffo
Vila Nova-GO: Romário, Gastón Filgueira, Benítez, Tinga

Figueirense-SC
Pegorari;
Luis Ricardo, Alemão, Ruan Renato e Conrado;
Patrick, Fellipe Mateus e Tony (Victor Guilherme);
Jefferson Renan, Breno (Robertinho) e Odilávio (Gustavo Poffo).
Técnico: Pintado
Vila Nova-GO
Rafael Santos;
Elivelton (Patrick), Diego Jussani, Wesley Matos e Romário (Erick);
Ramon, Magno, Tinga e Gastón Filgueira;
Capixaba (Mailson) e Gustavo Henrique.
Técnico: Itamar Schulle