Com Z4 da Série B encaminhado, veja como seriam os grupos da Série C de 2020

O Portal Futebol Interior fez uma projeção de como seriam as chaves caso Londrina, São Bento, Criciúma e Vila Nova sejam rebaixados

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - O Campeonato Brasileiro da Série B chegou na sua reta final e os quatro rebaixados já estão bem encaminhados. Por isso, o Portal Futebol Interior fez uma simulação de como seriam os grupos da Série C em 2020.

Os quatro rebaixados na Série B podem ser definidos ainda na penúltima rodada. As situações mais delicadas são as de São Bento, Vila Nova e Criciúma, que dependem de um milagre para escapar. O Londrina também está com um pé na Série C. Figueirense e Oeste ainda têm chances.

Criciúma e Londrina devem disputar a Série C em 2020
Criciúma e Londrina devem disputar a Série C em 2020
Se a Série B terminasse hoje, o único time que iria para o Grupo A da Série C seria o Vila Nova. O Tigre seria a novidade ao lado de Jacuipense-BA e Manaus-AM, que subiram da Série D.

Esses três clubes se juntariam aos remanescentes desta temporada: Botafogo-PB, Ferroviário-CE, Imperatriz-MA, Paysandu-PA, Remo-PA, Santa Cruz-PE e Treze-PB.

Já Criciúma, Londrina e São Bento seriam as novidades no Grupo B da Série C ao lado de Brusque-SC e Ituano-SP, que subiram da Série D. Os remanescentes da chave são Boa Esporte-MG, São José-RS, Tombense-MG, Volta Redonda-RJ e Ypiranga-RS.

MESMA FÓRMULA
A competição é disputada por 20 clubes, divididos em dois grupos. Em cada chave, os times se enfrentam duas vezes – jogos de ida e volta – totalizando 18 rodadas, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória.

As duas piores equipes de cada grupo serão rebaixadas para a Série D de 2020. Por outro lado, os quatro semifinalistas estarão automaticamente garantidos na Série B de 2020.