São Bento 3 x 1 Vila Nova - Primeiro tempo perfeito faz Bentão respirar na Série B

O time de Sorocaba foi arrasador na etapa inicial e só administrou nos últimos 45 minutos

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 07 (AFI) - O São Bento fez um grande primeiro tempo e derrotou o Vila Nova por 3 a 1 na noite desta segunda-feira, no estádio Walter Ribeiro, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Como bateu um adversário direto na luta contra o rebaixamento, o time de Sorocaba acabou ganhando um novo fôlego ao quebrar uma série de três tropeços consecutivos.

Foi uma 'vitória de seis pontos' bem arquitetada pelo técnico Milton Mendes, que poupou sete jogadores contra o Bragantino. Sabia que teria poucas chances de vencer, mas descansou seus jogadores para este e para os próximos jogos decisivos que fará ainda contra o rebaixamento.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

DUAS POSIÇÕES
Com o resultado, o São Bento acabou ganhando, de forma provisória, duas posições, terminando a noite na 17ª colocação, com 27 pontos, dois atrás do próprio Vila Nova, que pode entrar na zona de rebaixamento até o final da rodada, já que Criciúma e Vitória somam, respectivamente, 27 e 26 pontos.

A equipe da casa apostou em uma tática controvérsia para superar o adversário. Na sexta, Milton Mendes montou um time cheio de reservas e viu o Bragantino vencer por 3 a 0. Priorizando o confronto direto, o São Bento atuou com o fôlego renovado e conseguiu sobressair frente a um Vila Nova com um pouco mais de desgaste.

SHOW DO BENTÃO
O São Bento fez seu melhor primeiro tempo na temporada. Em 30 minutos, o time de Sorocaba abriu 3 a 0 no placar e praticamente administrou até o apito final. O placar foi inaugurado aos oito. Marcos Martins impediu que a bola saísse para escanteio e cruzou. Paulinho bateu na bola e viu sobrar para Guilherme Romão. O lateral acertou um bonito chute para fazer 1 a 0.

São Bento bate o Vila Nova - Neto Bonvino
São Bento bate o Vila Nova

SEGUNDO GOL

O segundo veio aos 21 minutos. Paulinho roubou a bola no meio de campo e deixou com Zé Roberto. O atacante fez o giro e serviu Minho, que só teve o trabalho de empurrar para o gol. O ataque fulminante do São Bento deixou o Vila Nova perdido na partida. O time goiano não conseguiu se encontrar e apenas assistiu o adversário jogar.

Aos 30 minutos, Marcos Martins recebeu de Minho e tocou na medida para Zé Roberto. O atacante estufou o peito para deixar o seu. O quarto quase veio no fim, em um chute de longa distância de Rodolfo.

DIMINUIU
No segundo tempo, o São Bento não deixou o jogo sair de seu controle, mas tirou o pé, claramente poupando seus jogadores. Mesmo assim, conseguiu criar algumas oportunidades, como a tentativa de Rodolfo. O meia passou pela marcação e jogou na rede pelo lado de fora.

O Vila Nova equilibrou a partida, mas ficou refém das jogadas do apagado Alan Mineiro. Na melhor tentativa, o meia arriscou de longe para grande defesa de Renan Rocha. E das bolas paradas de Bruno Mezenga. Aos 38 minutos, o atacante diminuiu, mas já era tarde. Após o susto, o São Bento se fechou e acabou arrancando gritos de 'olé' das arquibancadas.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, o São Bento enfrenta o Sport na sexta-feira, às 19h15, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). No mesmo dia e horário, o Vila Nova faz o clássico contra o Atlético no Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
27ª rodada
Data
07/10/2019
Horário
20h00
Local
Walter Ribeiro - Sorocaba (SP)
Árbitro
Marielson Alves Silva (BA)

Renda
R$ 15.195,00
Assistentes
Jose Carlos Oliveira dos Santos (BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA)

Público
1.530 pagantes (1.839 total)
Cartões Amarelos
São Bento-SP: Zé Roberto
Vila Nova-GO: Bruno Mezenga, Patrick, Jeferson

Gols
São Bento-SP: Guilherme Romão 8' 1T, Minho 21' 1T, Zé Roberto 30' 1T
Vila Nova-GO: Bruno Mezenga 38' 2T
São Bento-SP
Renan Rocha;
Marcos Martins, Gerson, Joílson e Guilherme Romão (Mansur);
Fábio Bahia, Paulinho (Vinícius Kiss) e Rodolfo;
Paulinho Bóia, Zé Roberto e Minho (Pablo)
Técnico: Milton Mendes
Vila Nova-GO
Rafael Santos;
Jeferson, Wesley Matos, Patrick e Gastón Filgueira;
Edinho, Ramon e Alan Mineiro;
Diego Rosa (Capixaba), Gustavo Henrique (Bruno Mezenga) e Robinho (Tinga). Técnico: Rafael Toledo.
Técnico: Rafael Toledo