Ponte Preta x Boa Esporte - Macaca de olho no acesso e ET tenta fugir da degola na Série B

Com 50 pontos, a Macaca ainda sonha com o acesso. Com 29 pontos, o Boa já pode ter queda decretada já

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 5 (AFI) – Alimentada pelo sonho, ainda que distante, de buscar o acesso no Campeonato Brasileiro da Série B, a Ponte Preta recebe o Boa Esporte, nesta terça-feira, às 20h30, no estádio Moisés Lucarelli. O time mineiro está em situação crítica, porque pode já ser rebaixamento, de forma matemática, conforme resultados de concorrentes.

Enquanto a Macaca campineira está com 50 pontos, em oitavo lugar, o Boa de Varginha (MG) tem apenas 29 pontos, ocupando a lanterna e com o passaporte já prontinho para voltar à Série C. Parece uma questão de tempo. Se perder e o CRB (com 38 pontos) pelo menos empatar com o Juventude em casa, em Maceió, o time mineiro estará degolado.
Ponte Preta entrou na linha com a chegada de Gilson Kleina. Dá até para sonhar com G4. Foto: Fábio Leoni
Ponte Preta entrou na linha com a chegada de Gilson Kleina. Dá até para sonhar com G4. Foto: Fábio Leoni

MACACA EMBALADA
Nesta altura da competição, cada time defende seu objetivo. A Macaca mudou da água para o vinho com Gilson Kleina. Sob o seu comando são quatro vitórias e um empate - 1 a 1 diante do líder Fortaleza, no Castelão. Os demais foram resultados apertados, mas vitoriosos que recolocaram o time na briga pelo acesso.

“Foram suados, porque nós estamos jogando no limite. Todos estão dando o máximo e quando a gente fica na frente, é claro, que temos que segurar o resultado” – justifica Kleina.

O técnico voltou a pedir o apoio da torcida, que compareceu em bom número na vitória por 2 a 1 sobre o São bento, na última sexta-feira. Foram mais de seis mil torcedores, o dobro do normal. A diretoria, inclusive, manteve a promoção do ingresso de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

TIME QUASE PRONTO
A ideia, é claro, seria a manutenção da mesma formação. Mas existe uma baixa por suspensão: o atacante Junior Santos levou o terceiro cartão amarelo e cumpre a automática. Em seu lugar pode entrar Hyuri.

A boa novidade foi o retorno aos treinos do atacante Roberto, que pode reaparecer no banco de reservas e até participar do segundo tempo do jogo. Neto Costa também é uma opção ofensiva.
Mas houve um problema de última hora: o meia Matheus Vargas sentiu dores no tornozelo e passou a ser dúvida. Paulinho seria uma alternativa.

“Ficamos ai com estas dúvidas para antes do jogo” – decretou Kleina que aprovou o clima de mistério.

LANTERNA NO DESESPERO
O técnico Tuca Guimarães tem todos os jogadores à disposição no Boa Esporte. Mas lamenta a falta de tranquilidade dos jogadores, que, segundo ele, tem interferido durante os jogos.

Tuca Guimarães: opção por experientes
Tuca Guimarães: opção por experientes

“Fizemos um excelente segundo tempo contra o CRB, mas, infelizmente, perdemos” – exemplificou o técnico que assumiu o time só nestas últimas rodadas.

MAIS EXPERIENTES
A verdade é que a situação do time é complicada na tabela. Ainda mais após as derrotas seguidas para Atlético-GO ( 2 a 0 em Varginha) e CRB (2 a 1 em Maceió).

Neste momento delicado, Tuca Guimarães deve optar pelos jogadores mais experientes, como os atacantes Willian Barbio e Douglas Baggio. Um deles deve entrar no lugar de Manoel, que voltaria ao banco.

Autor do gol que ia garantindo o empate, Bruno Tubarão deve receber mais uma oportunidade entre os titulares no lugar de Machado no setor de meio-campo. Salvo alguma nova surpresa do treinador.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
35ª rodada
Data
06/11/2018
Horário
20h30
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Wagner do Nascimento Magalhães – RJ (FIFA)

Renda
R$ 51.860,00
Assistentes
Rodrigo Figueiredo Henrique Correa – RJ (FIFA) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho – RJ

Público
4.588 pagantes
Cartões Amarelos
Ponte Preta-SP: Lucas Mineiro, João Vítor, André Luís
Boa Esporte-MG: Caíque, Machado, Alyson, Hélder, Thallyson, Bruno Tubarão

Gols
Ponte Preta-SP: Renan Fonseca 29' 2T
Ponte Preta-SP
Ivan;
Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos;
João Vitor (Nathan), Lucas Mineiro, Tiago Real e Matheus Vargas (Victor Rangel);
André Luis e Hyuri (Roberto).
Técnico: Gilson Kleina
Boa Esporte-MG
Darley;
Hélder, Caíque, Luan e Alyson;
Cloves (Aldo), Machado, Bruno Tubarão e Thallyson;
Daniel Cruz e William Barbio.
Técnico: Tuca Guimarães
 
 
" />