Vila Nova 2 x 0 Boa Esporte - Deu a lógica, Vila ganha duas posições e encosta no G4

O time goiano chegou aos 48 pontos e aparece agora em quinto lugar, superando Guarani e Atlético-GO, que perderam e ficaram com 45

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 13 (AFI) – Na sua briga pelo acesso dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, o Vila Nova-GO conquistou uma vitória importante ao fazer 2 a 0 sobre o Boa Esporte, nesta tarde, no estádio Serra Dourada pela 31.ª rodada.

O time goiano, bem dirigido por Hemerson Maria, chegou aos 48 pontos e aparece agora em quinto lugar, superando Guarani e Atlético-GO, que perderam e ficaram com 45 pontos.

O time mineiro continua com 26 pontos e condenado ao rebaixamento à Série C.

MUITO CALOR
O jogo começou com forte calor de 34º, com os dois times tentando dosar a energia, embora ambos corressem atrás da vitória. O Vila teve mais atitude desde o início e abriu o placar aos 16 minutos. Alan Mineiro cobrou escanteio em curva e a bola caiu bem na cabeça do zagueiro Wesley Matos que tocou por cobertura.

Hemerson Maria: controle total do Vila
Hemerson Maria: controle total do Vila

O gol tirou o Boa da defesa, tanto que o time mineiro quase empatou aos 24 minutos, também em lance de escanteio. Após a cobrança do lado esquerdo, Douglas Baggio testou à queima roupa e o goleiro Rafael Santos espalmou.

SEM PERIGO
Mesmo com mais volume em campo, o Vila Nova não levou perigo. Só ameaçou aos 45 minutos, num chute de fora da área de Alan Mineiro. A bola saiu forte e o goleiro Fabrício rebateu para a frente, não se arriscando a tentar a defesa.

No intervalo, o técnico estreante Tuca Guimarães – que substituiu Ney da Matta, fez uma troca. Tirou Daniel Cruz para a entrada de Juninho Potiguar.

Dez minutos depois tirou Gabriel para a entrada de Thallyson. O time mineiro melhorou e conseguiu fazer uma pressão na saída de e bola do mandante.

Wesley Matos marcou seu gol de cabeça
Wesley Matos marcou seu gol de cabeça
MOMENTO CERTO
Mas o Vila Nova parecia esperar o momento certo para matar o jogo. Aos 20 minutos, Mateus Anderson recebeu na grande área e ao tentar o giro acabou derrubado por Rafael Jensen: pênalti.

Na cobrança, Alan Mineiro bateu fraco e correu o risco de perder. A bola tocou na mão de Fabrício, mas entrou: 2 a 0, aos 21 minutos.

Este segundo gol derrubou o ânimo dos mineiros, que ficaram mais enfraquecidos aos 29 minutos quando Willian Barbio foi expulso por segurar o goleiro Rafael Santos na reposição de bola.

Uma falta desnecessária e que prejudicou seu time. Restou ao Vila Nova apenas administrar a vantagem agora refrescado debaixo de chuva.

JOGOS EM CASA
Pela 32.ª rodada, o Vila Nova vai enfrentar o Juventude, sábado, às 16h30, de novo no Serra Dourada. No mesmo dia e horário, o Boa Esporte vai receber o Guarani, em Varginha (MG).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
31ª rodada
Data
13/10/2018
Horário
16h30
Local
Serra Dourada - Goiânia (GO)
Árbitro
Pathrice Wallace Corrêa Maia - RJ

Renda
R$ 95.720,00
Assistentes
Diogo Carvalho Silva - RJ e Gabriel Conti Viana - RJ

Público
8.131 pagantes
Cartões Amarelos
Vila Nova-GO: Moacir, Wesley Matos
Boa Esporte-MG: William Barbio, Djavan, Rafael Jansen, Juninho Potiguar

Cartões Vermelhos
Boa Esporte-MG: William Barbio
Gols
Vila Nova-GO: Wesley Matos 16' 1T, Alan Mineiro 21' 2T
Vila Nova-GO
Rafael Santos;
Anderson Luis (Maguinho), Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira;
Moacir, Washington e Alan Mineiro (Juninho);
Mateus Anderson, Elias (Rafael Silva) e Vinícius Leite.
Técnico: Hemerson Maria
Boa Esporte-MG
Fabrício;
Gabriel (Thallyson), Rodrigão, Rafael Jensen e Kaio Cristian;
Cloves, Djavan e Bruno Tubarão (Manoel);
William Barbio, Douglas Baggio e Daniel Cruz (Juninho Potiguar).
Técnico: Tuca Guimarães
 
 
" />