Vila Nova 0 x 0 Ponte Preta - Caiu o último 100% da Série B

O Tigre desperdiçou de retomar a liderança, que ficou com o Fortaleza por causa do saldo de gols

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 13 (AFI) - Não tem mais ninguém com 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde deste domingo, a Ponte Preta segurou a pressão do Vila Nova em pleno Serra Dourada e voltou na bagagem com um empate sem gols no encerramento da quinta rodada.

Ainda invicto, o Vila Nova chegou aos mesmos 13 pontos do Fortaleza, mas está na vice-liderança por causa do saldo de gols (8 contra 6). Já a Ponte Preta perdeu os 100% de aproveitamento como visitante e deu seguimento ao bom momento. Com sete pontos, a Macaca está na décima colocação.

A Rádio Futebol Interior trouxe tudo dessa partida com narração de Marcelo Corsato, comentários de Luis Fabiani e reportagens de Wendel Coral. A TV Futebol Interior ficou sob coordenação de Giovane Paiola.

Vila Nova e Ponte Preta ficaram no empate sem gols neste domingo (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)
Vila Nova e Ponte Preta ficaram no empate sem gols neste domingo (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)

PRIMEIRO TEMPO
Como já era esperado, o Vila Nova começou a partida em cima da Ponte Preta e criou a primeira oportunidade aos cinco minutos. Marciel deu um bote seco em Mateus Anderson, que cruzou rasteiro para Elias. O meia dominou e na hora da finalização foi travado por Renan Fonseca. Na sequência, André Castro aliviou o perigo.

A Macaca apostava no contra-ataque, mas encontrava dificuldades para passar do meio-campo. Aos 13, Elias subiu mais que todo mundo e cabeceou para defesa de Ivan. Depois de escapar da pressão inicial do Vila Nova, a Ponte conseguiu equilibrar a partida no Serra Dourada, apesar de encontrar dificuldades para oferecer perigo ao goleiro Mateus Pasinato.

Na melhor oportunidade do jogo até então, Alan Mineiro cobrou falta por cima da barreira e a bola explodiu no travessão. Após dar dois amarelos seguidos - para André Castro e André Luis -, o árbitro sul-mato-grossense Paulo Henrique Schleich Vollkopf passou a ser alvo de críticas dos pontepretanos.

Em uma saída errada da zaga vilanovense, Felippe Cardoso invadiu a área e chutou por cima. Aos 44, em uma jogada ensaiada, Alan Mineiro bateu fraco nas mãos de Ivan.

SEGUNDO TEMPO
A etapa final começou mais equilibrada e a primeira oportunidade de perigo foi criada pela Ponte Preta aos dez minutos. Felippe Cardoso soltou a bomba de fora da área e Mateus Pasinato espalmou. O Vila Nova não conseguia esboçar a mesma pressão do primeiro tempo e isso se refletia nas arquibancadas.

Aos 28 minutos, Geovane arriscou de longe e a bola passou ao lado da trave. Na sequência, o Vila Nova voltou a esboçar uma pressão em cima da Ponte Preta, que jogava no contra-ataque. Os dois times pareciam cansados, tanto que a partida caiu muito de rendimento.

Tanto Vila Nova quanto Ponte Preta pareciam satisfeitos com o empate. Assim, a partida seguiu sem lances de perigo até o apito final do árbitro.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo às 16h30 do próximo sábado, pela sexta rodada. O Vila Nova enfrenta o Oeste, na Arena Barueri, em Barueri, enquanto a Ponte Preta tem pela frente o Atlético-GO, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O local foi alterado porque a Macaca vai realizar mudanças no gramado do Moisés Lucarelli. Esse será o terceiro dos seis jogos de suspensão com os portões fechados.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
5ª rodada
Data
13/05/2018
Horário
16h00
Local
Serra Dourada - Goiânia (GO)
Árbitro
Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)

Assistentes
Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)

Cartões Amarelos
Vila Nova-GO: Reis, Wesley Matos, Mateus Anderson, Ramon, Rafael Santos
Ponte Preta-SP: André Castro, André Luís

Vila Nova-GO
Mateus Pasinato;
Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira;
Geovane, Moacir, Elias (Ramon) e Alan Mineiro (Juninho);
Mateus Anderson (Joãozinho) e Reis.
Técnico: Hemerson Maria.
Ponte Preta-SP
Ivan;
Igor, Renan Fonseca, Reginaldo e Marciel;
André Castro, Paulinho (Lucas Mineiro) e Tiago Real;
Danilo Barcelos (Roberto), Felippe Cardoso e André Luis (Júnior Santos).
Técnico: Doriva.