Criciúma 0 x 0 Juventude - Tigre soma primeiro ponto em jogo violento

A partida que marcou a estreia do técnico Mazola Júnior teve nove cartões amarelos e três vermelhos

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 15 (AFI) - Ainda não foi dessa vez que o Criciúma venceu no Campeonato Brasileiro da Série B, mas pelo menos somou seu primeiro ponto ao empatar sem gols com o Juventude, no Estádio Heriberto Hülse, pela sexta rodada. A partida desta terça-feira marcou a estreia de Mazola Júnior no comando do time catarinense.

O jogo se destacou pelas entradas fortes de ambos os lados, tanto que foram apresentados nove amarelos e três vermelhos. Com o primeiro ponto, o Criciúma subiu para a 18ª colocação, passando o Goiás. Já o Juventude continua sem embalado e perdeu a chance de se distanciar da zona de rebaixamento, seguindo em 14º lugar, com seis pontos.

PRIMEIRO TEMPO
Os poucos torcedores que compareceram ao Heriberto Hülse começaram a pegar no pé de alguns jogadores específicos, como o zagueiro Fábio Ferreira, desde o primeiro minuto. A cada toque na bola era uma vaia. Esse é o reflexo do péssimo início de campeonato do Criciúma. A partida era concentrada no meio-campo.

O Criciúma somou seu primeiro ponto no campeonato, mas não escapou das vaias dos torcedores (Foto: Caio Marcelo/Criciúma)
O Criciúma somou seu primeiro ponto no campeonato, mas não escapou das vaias dos torcedores (Foto: Caio Marcelo/Criciúma)

A primeira oportunidade de perigo foi criada pelo Juventude aos 20 minutos. Choco invadiu a área sem nenhuma reação da zaga tricolor e bateu para grande defesa de Luiz. O Criciúma respondeu em falta cobrada por João Paulo sem levar perigo. Aos 27, a zaga alviverde tirou cobrança de escanteio e Marlon soltou a bomba de primeira. A bola passou raspando a trave.

César Martins recebeu de Tony e bateu cruzado, mas Luiz chegou antes de Choco tirando de carrinho. O Criciúma abusava das jogadas aéreas e a zaga alviverde levava a melhor em praticamente todas. Na descida para o intervalo, vaia dos tricolores.

SEGUNDO TEMPO
Logo aos sete minutos, Sueliton cruzou e Alex Maranhão apareceu livre na entrada da área batendo de primeira, mas pegou torto e desperdiçou uma boa oportunidade. O Juventude deixava a bola com o Criciúma esperando acertar um contra-ataque para abrir o placar.

E a tática quase deu certo aos 15. Choco invadiu a área e bateu para grande defesa de Luiz. O Juventude foi equilibrando a posse de bola aos poucos, principalmente porque a torcida do Criciúma já perdia a paciência com os jogadores.

Aos 29, Fred cobrou falta para dentro da área e Diones cabeceou com muito perigo. Na sequência, Marlon pisou nas costas de Fellipe Mateus e foi expulso de forma direta, deixando o Tigre com um jogador a menos. Mas isso não durou muito. Em menos de dois minutos, Neuton e Fred foram expulsos no Juventude.

Com um homem a mais, o Criciúma pressionou o adversário nos minutos finais e quase marcou em chute rasteiro de Andrew.

PRÓXIMOS JOGOS
O Criciúma volta a campo somente na próxima terça-feira, contra o Fortaleza, às 21h30, no Castelão, em Fortaleza. No sábado da outra semana, o Juventude vai até Sorocaba enfrentar o São Bento, às 16h30, no Walter Ribeiro. Os dois jogos são válidos pela sétima rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
6ª rodada
Data
15/05/2018
Horário
21h30
Local
Heriberto Hülse - Criciúma (SC)
Árbitro
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza - SP

Renda
R$ 42.890,00
Assistentes
Anderson José de Moraes Coelho - SP e Bruno Salgado Rizo - SP

Público
2.188 pagantes
Cartões Amarelos
Criciúma-SC: Jean Mangabeira, Luiz Fernando, Sueliton
Juventude-RS: Choco, Neuton, Tony, Bruninho, Jair

Cartões Vermelhos
Criciúma-SC: Marlon
Juventude-RS: Neuton, Fred
Criciúma-SC
Luiz;
Sueliton, Fábio Ferreira, Nino e Marlon;
Liel, Jean Mangabeira (Luiz Fernando), Eduardo e Alex Maranhão (Andrew);
João Paulo e Zé Carlos (Nicolas).
Técnico: Mazola Júnior
Juventude-RS
Matheus Cavichioli;
César Martins, Bonfim, Fred e Neuton;
Bruninho, Jair, Choco (Maikinho), Tony (Fellipe Mateus) e Diones;
Yuri Mamute (Guilherme Queiroz).
Técnico: Julinho Camargo