Oeste 1 x 3 Paysandu - Papão derruba último mandante invicto e respira!

Rubrão ostentava nove jogos seguidos sem perder em Barueri, sendo cinco vitórias e quatro empates

por Agência Futebol Interior

Itápolis, SP, 12 (AFI) – O Campeonato Brasileiro da Série B perdeu o último invicto como mandante, na noite deste sábado. Depois de nove jogos de invencibilidade, o Oeste sofreu a primeira derrota em casa contra o Paysandu, por 3 a 1, na Arena Barueri, na Grande São Paulo, pela 20.ª rodada da competição.

O Oeste ostentava, até então, nove jogos seguidos sem perder em Barueri, sendo cinco vitórias e quatro empates. Além de ver a marca quebrada, o time perdeu a chance de se aproximar dos líderes, já que segue na 13.ª posição, com 27 pontos. São sete a menos que o quarto colocado Ceará.

Os bicolores, por outro lado, respiram mais aliviados na luta contra o rebaixamento. Afinal, saltaram para a 14.ª colocação, com 26 pontos, abrindo três o Luverdense, o primeiro na zona do rebaixamento.

FUTEBOL É BOLA NA REDE!
Desde os primeiros minutos, ficou claro que o técnico Marquinhos Santos montou uma “arapuca” para cima do Oeste. O Paysandu não fez questão alguma de ficar com a bola. Pelo contrário. Deu a posse para o adversário e apenas aguardou para explorar os contragolpes.

Com espaços para jogar, o Papão não demorou para chegar ao primeiro gol. Isso aconteceu aos 12 minutos, após infelicidade do zagueiro Rodrigo Sam. O lateral Lucas Taylor escapou pela direita e cruzou rasteiro. O jogador rubro-negro tentou cortar, mas mandou contra o próprio gol.

Após o gol, os paulistas seguiram trocando passes, mas sem muita eficiência. Já o Bicolor sempre foi cirúrgico em suas chegadas. Aos 28 minutos, o atacante Bergson quase completou cruzamento. No minuto seguinte, ele mesmo acertou um lindo chute, de fora da área, no ângulo esquerdo do goleiro Rodolfo.

O estrago poderia ter sido maior no primeiro tempo. Isso não fosse um lance de inspiração do goleiro Rodolfo. Nos acréscimos, aos 46 minutos, o atacante Marcão recebeu na área e sairia na cara do gol. O arqueiro, porém, estava atento e abafou a finalização.

PAPÃO SEGURA!
Na segunda etapa, o Oeste voltou com uma postura totalmente diferente. Ainda mais ofensivo, o time acuou o Paysandu na defesa. Mesmo assim, poderia ter levado o terceiro aos nove. O lateral Peri fez boa jogada pela esquerda e bateu cruzado. Rodolfo se esticou todo para espalmar.

Conforme o tempo passou, a pressão rubro-negra só aumentou. O gol, contudo, só saiu em infelicidade da defesa bicolor aos 17 minutos. Lucas Taylor recuou uma bola e o zagueiro Gualberto escorregou. Melhor para o atacante Robert, que pegou a sobra sozinho e bateu na saída do goleiro.

Depois disso, o jogo pegou fogo e ficou completamente indefinido. Até que aos 24 minutos, o Papão conseguiu recolocar dois gols de vantagem. Gualberto cruzou pela direita e o atacante Magno, livre, cabeceou para as redes.

O gol foi uma “ducha de água fria” para os donos da casa. Rodolfo voltou a evitar a goleada, aos 31 minutos, em finalização firme de Bergson. Somente no fim, o time mandante assustou em cabeçada do zagueiro Joilson para fora.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima sexta-feira, às 20h30, o Oeste volta a campo para enfrentar o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse, em Criciúma. Enquanto isso, o Paysandu recebe o Paraná, no próximo sábado, às 19 horas, no Mangueirão, em Belém.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
20ª rodada
Data
12/08/2017
Horário
19h00
Local
Arena Barueri - Barueri (SP)
Árbitro
Nielson Nogueira Dias - PE

Assistentes
Francisco Chaves Bezerra e Ricardo Bezerra Chianca - PE

Gols
Oeste-SP: Robert 17' 2T
Paysandu-PA: Rodrigo Sam 12' 1T (contra), Bergson 29' 1T, Magno 24' 2T
Oeste-SP
Rodolfo;
Rodrigo Sam (Henrique), Joilson, Leandro Amaro e Guilherme Romão (Raphael Luz);
Lídio, Velicka (Alexandro) e Mazinho;
Danielzinho, Gabriel Vasconcelos e Robert.
Técnico: Roberto Cavalo
Paysandu-PA
Emerson;
Lucas Taylor, Gualberto, Fernando Lombardi e Peri;
Nando Carandina, Augusto Recife (Rodrigo Andrade), Renato Augusto e Rodrigo (Magno);
Bergson (Diego Ivo) e Marcão.
Técnico: Marquinhos Santos