Sport 0 x 0 Paysandu - Festa? Só se for a do caldeirão!

Apesar da má atuação do Leão, a torcida fez sua parte e deu show nas arquibancadas

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 30 (AFI) – Recife – O Sport não conseguiu coroar a festa pelo acesso com uma vitória na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Diante de mais de 30 mil torcedores que lotaram a Ilha do Retiro, em Recife, e fizeram uma grande festa, o time pernambucano apenas empatou sem gols com o Paysandu, que teve seu rebaixamento para a Série C confirmado, na tarde deste sábado.

Com este resultado, o Leão da Ilha encerra sua participação na Série B de 2013 na terceira colocação, com 63 pontos. Em 2014, o time rubro-negro será um dos novos integrantes da Série A ao lado de Palmeiras, Chapecoense e Figueirense.

Já o time paraense termina de forma melancólica na 18.ª posição, com 40 pontos. O clube retorna Série C um ano após conquistar o acesso. A queda do Papão deixa o Estado do Pará, mais uma vez, sem representantes nas duas principais divisões do país. Na Série C, ele fará companhia ao Águia.

Abaixo do esperado
Quando a bola rolou nem parecia que o time ameaçado pelo rebaixamento era o Paysandu. Mesmo com o acesso nas mãos e em ritmo de festa, o Sport teve mais volume de jogo no início do jogo. Apesar disso, o time da casa demorou a conseguir uma chance clara de gol.

O primeiro chute a gol nem chegou a ser uma oportunidade clara. Aos 22 minutos, o meia Lucas Limas fez grande jogada individual, costurando a defesa da ponta direita para o centro. Na entrada da área, ele deixou com o atacante Marcos Aurélio, que mandou mal por cima do gol.

Somente nos últimos 15 minutos o jogo esquentou de verdade. Após boas chegadas aos 29 com Marcos Aurélio, aos 30 com Lucas Lima e aos 35 com o volante Rithely, o Leão criou sua melhor chance aos 39 minutos. O atacante Neto Baiano recebeu pelo lado esquerdo da área e chutou para defesa difícil do goleiro Matheus.

Que isso, Neto Baiano?
Na segunda etapa, o Paysandu deu a impressão de que voltaria um pouco mais ousado. Logo no primeiro minutos, os visitantes já assustaram. A zaga rubro-negra saiu jogando errado e a bola sobrou nos pés do atacante Héliton. Ele disparou com a bola domina, mas chutou em cima do goleiro Magrão.

A resposta do Leão aconteceu aos 22 minutos, mas Neto Baiano conseguiu perder simplesmente inacreditável. Em cobrança de falta rápida, o lateral Patric foi lançado pela direita e cruzou no meio da área. Sem marcação, o camisa 9 conseguiu cabecear por cima do travessão.

Nos minutos seguintes, o que se viu foi um show apenas dasn arquibancadas. Os pernambucanos esbarraram na forte marcação do Papão, que não esboçou reação alguma.

Ficha Técnica

Fase
Fase única
Rodada
38ª rodada
Data
30/11/2013
Horário
16h20
Local
Estádio Ilha do Retiro, em - Recife (PE) (PE)
Árbitro
Francisco de Assis Almeida Filho-CE

Renda
R$ 461.805,00
Assistentes
Rodrigo F. Henrique Correa-RJ e Nadine Schramm Camara Bastos-SC

Público
30.017 torcedores
Sport-PE
Magrão;
Aílson, Oswaldo e Tobi;
Patric, Ritchely (Sandrinho), Lucas Lima (Felipe Azevedo), Ailton (Ronaldo) e Marcelo Cordeiro;
Marcos Aurélio e Neto Baiano.
Técnico: Geninho
Paysandu-PA
Matheus;
Leonardo, Fábio Sanches e Pablo;
Yago Pikachu, Murilo, Jaílton, Araújo e Caio (Washington Chileno);
Héliton (Aleílson) e Dennis (Careca)
Técnico: Rogério Gameira