SÉRIE B: Figueirense sobe sem polêmica e Guaratinguetá é rebaixado

O Figueira apenas empatou com o Bragantino, mas Icasa e Ceará não fizeram suas partes

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - Os dias que antecederam a última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B - completada neste sábado - foram de muita polêmica sobre mala branca e mala preta. No entanto, Icasa e Ceará não fizeram suas partes e morreram na praia. Melhor para o Figueirense, que garantiu o acesso à elite, ao lado de Sport, Chapecoense e do Palmeiras. Três deles tinham caído ano passado, só a Chapecoense foi a intrusa da temporada.

Na parte debaixo, o Atlético-GO venceu o confronto direto e rebaixou o Guaratinguetá para a Série C. Mesmo destino teve o Paysandu. Tanto São Caetano como ASA já tinham caído. Como se pode notar, caíram dois paulistas, o que comprova a total omissão do presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo del Nero, visando somente chegar ao poder máximo do futebol brasileiro: a CBF.

Ao contrário de outros presidentes de Federações, que acompanham seus clubes nas competições nacionais. O maior exemplo é Delfim Peixoto, da Federação Catarinense, que conseguiu subir dois times para o Brasileirão - Chapecoense e Figueirense - e faz de tudo para manter o Criciúma na elite - ainda ameaçado de descenso.

Peixoto (foto) é o novo "dono da bola" do futebol brasileiro. Detalhe importante: votarão nas eleições da CBF os times da Série A e as 27 Federações, portanto, o poder de fogo de Peixoto, agora, são de quatro fotos. Só perde para São Paulo, onde o Corinthians é oposição, mesmo assim Marco Polo conta com cinco votos.

EMPATE DOS GUERREIROS
Mesmo afastando seis jogadores e sendo acusado de uma possível entrega, o Bragantino jogou bem e empatou com o Figueirense, por 1 a 1, no Estádio Nabi Abi Chedid. Festa dos torcedores catarinenses, que compareceram em bom número e comemoram o acesso. O time ficou na quarta colocação, com 60 pontos. Apenas cumprindo tabela, os paulistas terminaram na 12ª posição, com 47.

Com o empate do Figueirense, o Icasa precisava de uma simples vitória, mas perdeu para o Paraná, por 2 a 0, na Vila Capanema, e continuou em quinto lugar, com 59 pontos, dois a mais que o adversário. Situação parecida teve o Ceará. Os resultados deram tudo certo, mas a goleada sofria para o Joinville, por 3 a 0, em plena Arena Castelão, adiou o sonho do acesso. Cearenses (7º lugar) e catarinenses (6º) terminaram com 59 pontos.

GOLS NO FINAL
Na parte debaixo, o Atlético-GO contou com o apoio da torcida e rebaixou o Guaratinguetá para a Série C, ao vencer por 2 a 0, no Serra Dourada. Os goianos chegaram aos 44 pontos e subiram para o 16º lugar, enquanto os paulistas estacionaram nos 41, na 17ª colocação. Quem também teve a queda decretada foi o Paysandu, que empatou sem gols na Ilha do Retiro com o Sport e ficou na 18ª posição, com 40. O time pernambucano já havia garantido o acesso e chegou aos 63, em terceiro lugar.

Em Chapecó, no duelo dos líderes, a Chapecoense venceu o campeão Palmeiras, por 1 a 0, e chegou aos 72 pontos, sete a menos que o adversário. No Estádio dos Aflitos - Mecão perdeu mando de campo -, os eliminados América-RN e Oeste empataram por 2 a 2 em uma partida movimentada. O time potiguar ficou na 13ª colocação, com 47 pontos, seguido de perto pelo adversário rubronegro, que terminou em 15º lugar, com um ponto a menos.

Confira os resultados da 38ª rodada
ASA-AL
1
x
0
São Caetano-SP
América-MG
0
x
0
ABC-RN
Avaí-SC
1
x
0
Boa Esporte-MG
Chapecoense-SC
1
x
0
Palmeiras-SP
Ceará-CE
0
x
3
Joinville-SC
América-RN
2
x
2
Oeste-SP
Paraná-PR
2
x
0
Icasa-CE
Atlético-GO
2
x
0
Guaratinguetá-SP
Bragantino-SP
1
x
1
Figueirense-SC
Sport-PE
0
x
0
Paysandu-PA
Veja a Classificação!