Avaí 1 x 0 Boa Esporte - Serviu para acabar com jejum de seis derrotas

O jogo foi fraco, debaixo de frio e chuva, mas acabou com resultado justo

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 29 (AFI) – Na sua despedida no Campeonato Brasileiro da Série B, o Avaí interrompeu a série de seis derrotas consecutivas, ao bater o Boa Esporte, por 1 a 0, nesta sexta-feira à noite, na abertura da 38.ª rodada, a última da competição. Este jogo foi transmitido pela Rádio Futebol Interior em parceira com a Rádio Vale de Tijucas, de Santa Catarina.

Com o resultado o time catarinense ganhou duas posições e aparece em nono lugar, com 56 pontos ganhos. Este jogo marcou a despedida do técnico Hemerson Maria, que pode ir para o Joinville. O Avaí pegou o "elevador para baixo" porque sofreu com atrasos de salários e disputas políticas. O Boa, que já tinha desistido de tudo após a derrota para o Sport, por 3 a 2, terminou com 50 pontos, em 11.º lugar. Não caiu, que era o seu objetivo.

Com frio e depois chuva, o jogo foi disputado num ritmo lento. O primeiro tempo não apresentou dificuldades para nenhum dos goleiros, que só defenderam chutes de longa distância.

Na etapa final, o Avaí começou mais acesso e abriu o placar aos 13 minutos. Depois de uma tentativa errada de saída de bola do time mineiro, a bola sobrou para o zagueiro Pablo, dentro da pequena área. Ele bateu cruzado e forte e marcou o gol único da noite.

Sem força para reagir, o Boa Esporte aceitou a derrota e ainda correu o rico de sofrer outros gols avaianos. Tudo ficou para o ano que vem.

Ficha Técnica

Fase
Fase única
Rodada
38ª rodada
Data
29/11/2013
Horário
21h00
Local
Estádio da Ressacada, em - Florianópolis (SC) (SC)
Árbitro
Leandro Junior Hermes - PR

Renda
Não divulgada
Assistentes
Edina Alves Batista - PR e Alex Batista da Silva

Público
568 pagantes
Avaí-SC
Vitor;
Alex Reinaldo, Pablo, Bruno Maia e Ricardinho;
Anderson Uchôa, Marrone, Higor (Jean) e Diego Jardel (Anderson);
Luciano (Nildo) e Tauã.
Técnico: Hémerson Maria
Boa Esporte-MG
Jonatas;
Sheslon, Neylor, Thiago Carvalho e Crystian;
Vinícius Hess (Jefferson), Moisés, Betinho e Filipe;
Fernando Karanga e Luiz Paulo (Bambam).
Técnico: Cesinha