Técnico troca de time da Série B: sai do Ceará e vai para o São Caetano

O mais curioso nesta história é que Marcelo Veiga, ex-São Caetano, pode acabar no próprio Ceará

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 18 (AFI) - A 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B fez uma mudança de comando técnico e uma troca que envolve dois clubes. O treinador Sérgio Guedes pediu demissão e trocou de clube, assumindo o São Caetano, que havia dispensado Marcelo Veiga na última semana. Inicialmente, a diretoria do Ceará anunciou que o eterno interino Dimas Filgueiras assume o clube, mas um novo técnico será contratado e o próprio Marcelo Veiga é citado como nome de interesse do Ceará, assim como Márcio Araújo. No início da tarde, o Ceará confirmou o acerto com Sérgio Soares.

Depois do empate em 1 a 1 com o Avaí, na última sexta-feira em Florianópolis-SC, Sérgio Quedes conversou com a diretoria do Ceará e o anúncio de sua saída foi feito na manhã deste domingo.

"Foi importante trabalhar no Ceará, estou deixando o clube de portas abertas. Mas houve esta situação de volta para o São Caetano e fizemos esta composição com a direta do Ceará e nesta segunda-feira já me apresento no São Caetano", confirmou o treinador para o Portal Futebol Interior.

Junto com Sérgio Quedes, os auxiliares Everaldo Pierroti e Gustavo Bueno também deixam o Ceará e vão para o São Caetano.

Sérgio Guedes comandou o Ceará em dez partidas, tendo três vitórias, dois empates e cinco derrotas, deixando a equipe na 14ª colocação no Campeonato Brasileiro da Série B, com 18 pontos ganhos, dois a mais que seu novo clube. O São Caetano abre a zona do rebaixamento com 16 pontos, estando em 17º lugar, na zona do rebaixamento.

DE VOLTA AO AZULÃO
Ex-goleiro revelado na Ponte Preta e com passagens importantes no Cruzeiro e no Santos, Sérgio Guedes mora em Santos e começou a carreira de técnico há poucos anos. Dirigiu clubes de menor força no interior, como Portuguesa Santista e São Carlos. Comandou a Ponte Preta (2007 e 2008), depois Santo André, Bahia, Ponte Preta (2010 - vice-campeão paulista), São Caetano (2010), Portuguesa (2011), Americana, Red Bull, São Caetano (2012).

Esta portanto, é a terceira passagem dele pelo São Caetano. Em seu último trabalho, ele foi para lá em maio de 2012. E disputou 18 jogos, com nove vitórias, sete empates e duas derrotas. Ainda no ano passado, Guedes assumiu o comando do XV de Piracicaba na Copa Paulista para organizá-lo para o Paulistão 2013. Mas pediu licença para tentar livrar o Sport do rebaixamento no Brasileirão. Não deu certo, mas deixou boa impressão aos dirigentes e à imprensa local.

Começou a temporada 2013 em Piracicaba, deixando saudades em Recife. Mas no meio do Paulistão deste ano foi chamado de novo pelo Sport, porém, não resistiu pouco à disputa do Estadual, onde o Santa Cruz levantou o tricampeonato.

Assumiu o Ceará nas primeiras rodadas da Série B, em substituição ao retranqueiro Leandro Campos. E conseguiu equilibrar o time, até ser chamado de novo pelo São Caetano.

 
 
" />