São Caetano 2 x 0 Bragantino - Sangue novo inspira o Azulão

Na estreia de Sérgio Guedes, o time do ABC paulista venceu a primeira

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 29 (AFI) - Técnico novo, vida nova. Na noite desta terça-feira, Sérgio Guedes estreou no comando do São Caetano e conquistou a primeira vitória para o time no Campeonato Brasileiro da Série B. A vítima foi o Bragantino, por 2 a 0, no Estádio Anacleto Campanella, pela terceira rodada. Guedes foi contratado na semana passada para a vaga de Márcio Araújo.

Sob o comando do antigo treinador, o São Caetano não havia pontuado e agora soma três, na zona intermediária da tabela. Já o Bragantino, que fez sua primeira partida sem Romarinho - negociado nesta terça-feira com o Corinthians -, conheceu seu segundo revés seguido e tem a mesma pontuação que seu adversário, pois havia vencido o CRB na estreia.

Azulão sobra no primeiro tempo
Animado com a mudança de treinador - Sérgio Guedes chegou e Márcio Araújo saiu - o São Caetano começou em cima do Bragantino e deu os primeiros dois chutes da etapa inicial. No primeiro, Gabriel cobrou falta de longe e a bola passou ao lado do gol defendido por Alê. O mesmo aconteceu em finalização de Marcelo Costa, que puxou para o meio e arriscou. A resposta do Bragantino quase foi mortal. Aos nove minutos, Fernando Gabriel cobrou falta por cima da barreira e Luiz espalmou pela linha de fundo.

Como de costume, o Braga apostava bastante nas bolas paradas e criou mais uma boa oportunidade após cobrança de escanteio. Rafael Caldeira foi lá em cima e cabeceou com perigo ao goleiro. Aos 21 minutos, o Azulão puxou contra-ataque e a bola sobrou para Augusto Recife, que dominou e bateu colocado, mas o chute passou raspando a trave de Alê, que já estava batido no lance.

Os visitantes tinham mais posse de bola, mas davam alguns espaços para os contra-ataques dos donos da casa, que esbarravam no forte sistema defensivo do Massa Bruta. No entanto, o Azulão abriu o placar aos 28 minutos. Diego lançou para a área, Luís Henrique furou e a bola sobrou limpa para Geovane. O atacante dominou e soltou a bomba na cara de Alê, que nada pôde fazer. A bola tocou no travessão antes de entrar.

Melhor em campo, o São Caetano ampliou aos 36 minutos. Éder tocou para Leandrão, que dominou e ajeitou de calcanhar. O meia invadiu a área e soltou a bomba, sem chances para a Alê. E os donos da casa ainda tiveram mais duas oportunidades para ampliar o marcador. Na primeira, Diego chutou de longa distância e o goleiro espalmou para escanteio. Na cobrança, Gabriel cabeceou e Andrezinho aliviou o perigo quase em cima da linha. No último lance do primeiro tempo, Cris (foto) fez falta dura em Leandrão e foi expulso de forma direta.

Sem muita emoção
Diferente do primeiro tempo, a etapa final começou um pouco lenta. O São Caetano apenas administrava o resultado, enquanto o Bragantino se preocupava em não levar mais gols. Aos oito minutos, Gabriel bateu falta com violência e Alê fez boa defesa, espalmando para escanteio. O time alvinegro perdeu uma grande chance logo na sequência. Fernando Gabriel cruzou e Lincom, livre de marcação, se atrapalhou todo na hora da finalização, batendo para fora.

O Azulão chamava o Massa Bruta para cima e buscava levar perigo nos contra-ataques. Em um deles, Geovane dominou dentro da área e bateu colocado. Alê já estava batido no lance, mas Luís Henrique entrou na frente e evitou o terceiro gol. Aos 29 minutos, Leandrão recebeu na entrada da área e bateu forte, mas a bola passou por cima e foi para a linha de fundo.

A partida caiu bastante de produção e o São Caetano quase ampliou com Pedro Carmona, que invadiu a área e bateu rasteiro, para boa defesa de Alê. O Massa Bruta tentou assustar em cobrança de falta do meia Fernando Gabriel, mas a bola subiu e foi para fora. Aos 45 minutos, Pedro Carmona fez fila na zaga adversária, mas na hora da finalização foi travado por Luís Henrique.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo, pela quarta rodada, no próximo sábado. O São Caetano enfrenta o ABC, às 16h20, no Frasqueirão, em Natal, enquanto o Bragantino recebe o Paraná, às 21 horas, no Nabi Abi Chedid.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
3ª rodada
Data
29/05/2012
Horário
19h30
Local
Estádio Anacleto Campanella, em - São Caetano do Sul (SP)
Árbitro
Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)

Renda
R$ 2.055,00
Assistentes
Alberto Poletto Masseira (SP) e Alex Alexandrino (SP)

Público
306 pagantes
São Caetano-SP
Luiz;
Samuel Santos, Gabriel (Eli Sabiá), Vágner e Diego;
Moradei, Augusto Recife, Éder (Pedro Carmona) e Marcelo Costa;
Geovane (Luciano Mandi) e Leandrão.
Técnico: Sérgio Guedes
Red Bull Bragantino-SP
Alê;
Rafael Caldeira, Cris e Luis Henrique;
Léo Jaime (Alex), Rodrigo Pontes, Sílvio, Fernando Gabriel e Andrezinho;
Cesinha (Éder) e Lincom (Diego Pereira).
Técnico: Marcelo Veiga