Zagueiro deixa Guarani e deve acertar com grande de São Paulo

O Bugre também corre o risco de perder os também zagueiros Neto e Domingos

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) – A campanha histórica no último Campeonato Paulista trouxe muitos dividendos ao Guarani. E, contrapartida, o Bugre tem de viver com o assédio de outros clubes aos seus jogadores. A bola da vez é o zagueiro Éwerton Páscoa (foto), que está deixando o clube.

O jogador teve sua saída confirmada pelo próprio auxiliar técnico alviverde, Gersinho. “A gente tem que pagar o preço pelas coisas boas. Os jogadores estão valorizados e há este assédio. O Éwerton Páscoa está de saída. O Neto está sendo sondado porr vário clubes”, afirmou em entrevista à Rádio CBN de Campinas.

Ainda não há informações sobre qual seria o destino do defensor, mas deve ser um dos grandes de São Paulo. Éwerton Páscoa tem vínculo com o Audax (antigo Pão de Açúcar) e está emprestado ao clube campineiro. Ele atua no Estádio Brinco de Ouro desde o ano passado.

Atualmente com 23 anos, Éwerton Páscoa tem se alternado entre titulares e reservas desde que chegou em 2011. Durante o Paulistão, foi reserva de Neto e Domingos. No entanto, nas finais conseguiu uma vaga de titular improvisado no meio-campo, na vaga de Wellington Monteiro, e se destacou nas duas partidas.

Zaga desfigurada
Além de Páscoa, o Bugre ainda corre o risco de perder seus dois zagueiros titulares. O zagueiro Neto chegou a ser sondado por vários clubes, como Santos, São Paulo e Internacional. As declarações do jogador, contudo, dão indícios de que seu destino deva ser a Vila Belmiro.

Domingos teve seu contrato encerrado, após o término do Paulistão e está livre para negociar com outros clubes. “Infelizmente há esta brecha e ele já não possui mais contrato conosco. Estamos mostrando para a importância de continuar aqui, mas há uma forte concorrência”, revelou Gersinho.

O defensor interessa a Flamengo, Fluminense, Atlético-PR e Grêmio Barueri. Mas se depender da vontade do auxiliar, ele e Neto continuarão no Brinco de Ouro. “Vamos tentar segurar estes jogadores. Como vamos segurar? Não sei. Antes ninguém queria atuar no Guarani, agora temos de lidar com este assédio. Ficamos felizes e ao mesmo tempo preocupados com isso”, finalizou.

Promessa valorizada
Quem também pode sair do Guarani é o atacante Bruno Mendes. Segundo revelou o diretor de futebol Cláudio Corrente, há um grupo de empresários interessados no jogador de 17 anos. O clube pretende esperar suas atuações pela Seleção Brasileira Sub-20, em um torneio amistoso na África do Sul a fim de que ele se valorize mais. Hoje, sua multa contratual para o mercado brasileiro é de R$ 40 milhões e para o exterior de R$ 150 milhões. Os valores do negócio devem ser bem inferiores.

 
 
" />