São Caetano x Bragantino - Clássico pode salvar ou derrubar técnico!

Apesar da pressão, a diretoria do Azulão tem garantido a permanência de Vadão

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 09 (AFI) – É vencer ou vencer. Esta é a palavra de ordem no São Caetano para o clássico paulista contra o Bragantino pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O técnico Vadão vem balançando no cargo, mas um novo tropeço deve deixar a situação insustentável, neste sábado, às 16h20, quando os dois times se enfrentam no Estádio Anacleto Campanella, no ABC paulista, pela 22ª rodada.

Apesar de contar com um bom elenco para os padrões de Série B, o Azulão encontra muitas dificuldades para engrenar. Após a goleada para o Boa Esporte, por 4 a 1, na rodada passada, chegou-se a comentar sobre a saída do treinador. A diretoria, porém, bateu o martela e garantiu sua permanência. O problema é que o time segue na degola, com 24 pontos, e não há mais espaço para tropeços em casa.

O Braga, por outro lado, vive um momento especial na competição. Após passar o começo lutando para deixar as últimas colocações, o time alvinegro encaixou uma sequência de três vitórias e, após bater o Grêmio Barueri por 2 a 1, pulou para posição intermediária, com 30 pontos. Hoje, já almeja algo maior como o acesso.

Caso sério
O grande desfalque de Vadão será o atacante Antônio Flávio, expulso por indisciplina contra o Boa Esporte. O episódio pode acabar custando caro. Além de cumprir suspensão automática diante do Bragantino, o jogador corre o risco de ser punido pela diretoria do São Caetano, que vai analisar o caso nos próximos dias.

De acordo com a súmula do árbitro, Antônio Flávio foi punido com cartão amarelo após falta cometida, mas não gostou da marcação e passou a ofender, recebendo o vermelho na sequência. Assim, Vadão terá que escalar uma nova dupla de ataque, pois o artilheiro Ricardo Xavier recebeu o terceiro cartão amarelo e também cumpre suspensão automática.

Os escolhidos para formar o sistema ofensivo do Azulão devem ser Geovane e Nunes. O último se recuperou de uma contusão no pé, que o acabou tirando das últimas rodadas. "Fiquei um bom tempo longe do campo. Agora, estou na expectativa de voltar a atuar. Tomara que dê tudo certo e eu já possa ajudar o time", comentou. Além dessas mudanças, Vadão também terá o retorno do lateral-esquerdo Bruno Recife, que cumpriu suspensão, na vaga de Diego.

Sem mudanças
O técnico Marcelo Veiga deve manter a mesma equipe que venceu o Grêmio Barueri, já que não conta com nenhum desfalque por suspensão. O zagueiro André Astorga retorna depois de ter recebido o terceiro cartão amarelo, mas ficará apenas como opção no banco de reservas. Assim, o trio defensivo continuará sendo formado por Felipe, Luiz Carlos e Júnior Lopes.

"Acredito muito no potencial da minha equipe e vamos em busca de mais uma vitória desde os primeiros minutos, mas claro sempre respeitando o adversário, que jogará diante de seus torcedores", destacou Marcelo Veiga.

Para essa partida, o treinador segue sem contar com o lateral Luís Felipe e o meia Luís Mário, que foram liberados pelo departamento médico, mas ainda não reúnem condições de jogo. Enquanto isso, Deivyd Sacconi segue se recuperando de uma contusão e também fica de fora.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
22ª rodada
Data
10/09/2011
Horário
16h20
Local
Estádio Anacleto Campanella, em - São Caetano do Sul (SP) (SP)
Árbitro
Flávio Rodrigues Guerra (SP)

Renda
R$ 3.515,00
Assistentes
Fábio Rogério Baesteiro (SP) e Fabrício Porfírio de Moura (SP)

Público
482 pagantes
São Caetano-SP
Fábio;
Élder Granja, Domingos, Eli Sabiá e Bruno Recife;
Augusto Recife (Renatinho), Léo Mineiro (Magno), Souza e Aílton (Kléber);
Luciano Mandi e Geovane.
Técnico: Vadão
Bragantino-SP
Gilvan;
Felipe, Luiz Carlos e André Astorga;
Diego Macedo (Júnior Lopes), Éder, Mineiro, Romarinho (Luis Felipe) e Marcinho;
Léo Jaime (Otacilio Neto) e Lincom.
Técnico: Marcelo Veiga
 
 
" />