Ipatinga 1 x 2 ASA-AL - Reforço brilha e ASA afunda o Tigre!

por Agência Futebol Interior

Ipatinga, MG, 25 (AFI) - O Ipatinga seguiu seu calvário na Série B. Desta vez, o time mineiro recebeu o ASA, na noite desta terça-feira, e perdeu em casa por 2 a 1, atuando no Estádio Epaminondas Brito em duelo válido pela quarta rodada da competição nacional.

Veja também:
Atacante chega, mas Atlético-MG cede dois ao Vitória

Com a derrota, o Ipatinga fica na vice-lanterna, com nenhum ponto ganho e quatro derrotas em quatro jogos. O ASA, por outro lado, continua sua campanha de reabilitação, conquistando sua segunda vitória consecutiva.

Na rodada passada, já havia goleado o Sport, e agora soma sete pontos ganhos, na quinta colocação e perto do G4. O time, porém, deve ser ultrapassado após o restante das partidas pela rodada. No duelo desta terça-feira, o destaque foi Nena, reforço recém-chegado ao ASA que deixou sua marca.

Tigre pressiona!
Buscando sua primeira vitória na Série B, o Ipatinga começou o duelo em cima do ASA. Logo aos cinco minutos, veio a primeira oportunidade. No lance, Danilo Dias partiu para cima da zaga, invadiu a área e cortou para o meio, chutando firme para o gol. A bola, porém, desviou na zaga, passando com perigo pelo gol de Paulo Musse.

Dois minutos depois, o zagueiro Márcio Alemão soltou uma bomba de fora da área e o arqueiro do ASA bateu roupa, para logo depois aliviar o perigo. Com 21 minutos, o mesmo Márcio Alemão subiu com perigo ao ataque, testando firme após cobrança de bola parada, mas a bola passou por cima. Seis minutos depois, Leandro Chaves chegou bem pela esquerda e alçou a bola na grande área. A bola ia chegar limpa para o ataque do time mineiro, mas Marcos Tamandaré fez o corte na hora "H".

O ASA só conseguiu ameaçar o time da casa aos 42 minutos, quando Magal recebeu passe de Júnior Viçosa e penetrou a área para depois chutar forte. O arremate bateu na rede pelo lado de fora. Aos 46, o último lance de perigo, novamente por Márcio Alemão. O zagueiro subiu sozinho na área após cobrança de falta e carimbou a trave de Paulo Musse, mas o árbitro já assinalava impedimento, e a primeira etapa chegava ao seu final.

Visitantes atrevidos
Após duas modificações do técnico Vica, o ASA voltou com mais coragem para a segunda etapa, ameaçando o Ipatinga logo a um minuto. No lance, Marcos Tamandaré avançou pela direita e descolou bom cruzamento para Nena, que livre, não conseguiu chegar à bola para abrir a contagem. Com sete minutos, Ciel recebeu bola dentro da grande área e chutou com perigo, à direita do goleiro Douglas.

Instantes depois, Nena novamente perdeu a chance de colocar o time alagoano em vantagem, ao receber a bola livre dentro da área mas chutar muito fraco, atrasando a bola para o arqueiro Douglas na cara do gol. Mostrando faro de gol, o próprio Nena, recém-contratado junto ao São Bernardo-SP, não desperdiçou a terceira oportunidade. Marcos Tamandaré cruzou rasteiro, e o artilheiro se antecipou à zaga, chutando de primeira para abrir a contagem, aos 12 minutos.

À frente no placar, o ASA passou já começava a dominar as ações da partida, enquanto que o Ipatinga mostrava-se atordoado. Em nova investida pela direita, Marcos Tamandaré serviu o matador Nena, que dominou a bola na entrada da área mas foi desarmado na hora do arremate, aos 17 minutos. Logo depois, o técnico Gilson Kleina promoveu duas alterações no time mineiro, mas quem continuava atacando era a equipe visitante.

Jogo franco!
Totalmente contra a tendência da partida, o Ipatinga acabou mostrando que não estava morto, e após ver o ASA desperdiçar várias chances de ampliar o marcador, chegou ao gol de empate. No lance, Rafinha, lateral-esquerdo que tinha acabado de entrar no jogo, fez boa jogada e cruzou. Paulo Musse cortou a bola, mas Danilo Dias, livre de marcação, ficou com a sobra e só teve o trabalho de empurrar para as redes, aos 24 minutos.

Quatro minutos após empatar, o Ipatinga quase virou, novamente com Danilo Dias, que dominou fora da área e soltou uma bomba, que passou raspando. O ASA, porém, não sentiu o golpe, e chegou novamente à vantagem no marcador. Aos 30 minutos, o lateral-esquerdo Magal partiu em velocidade após receber lançamento, invadiu a área e tocou na saída de Douglas, com muita categoria.

Após sofrer o segundo gol, o Ipatinga esboçou uma pressão, e exigiu boa defesa de Paulo Musse, aos 38. A equipe, porém, esbarrou em suas próprias deficiências e conheceu sua quarta derrota consecutiva.

Próximos jogos
As duas equipes voltam a campo no final desta semana, pela quinta rodada da Série B. O ASA joga na sexta-feira, quando recebe o Coritiba, às 21 horas, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. O Ipatinga atua um dia depois, quando faz o clássico mineiro pelo certame nacional quando enfrenta o América-MG, às 21 horas, no Mineirão.
Ficha Técnica

Ipatinga 1 x 2 ASA-AL

Local: Estádio Epaminondas Brito (Ipatingão), em Ipatinga-MG
Árbitro: João Batista de Arruda-RJ
Renda e público: Não disponíveis.
Cartões Amarelos: Léo Salino, Max e Afonso (Ipatinga); Plínio e Claudiney Rincon (ASA)
Gols: Danilo Dias aos 24'2T (Ipatinga); Nena aos 12'/2T e Magal aos 30'/2T (ASA)

Ipatinga
Douglas; Márcio Alemão, Max e Léo Salino (Rafinha); Afonso, Max Carrasco, Leanderson (Léo Mineiro), Leandro Chaves (Vanderson) e Marinho Donizete; Danilo Dias e Ademilson.
Técnico: Gilson Kleina

ASA
Paulo Musse; Marcos Tamandaré, Plínio, Edson Veneno e Magal; Claudiney Rincon, Audálio, Didira, Cleiton (Clayton) e Ciel; Júnior Viçosa (Nena).
Técnico: Vica