Ceará 2 x 2 Guarani - Empate "dos apagões" adia acesso!

por Agência Futebol Interior

Com o empate na capital cearense, tanto Bugre quanto o Vozão precisarão de mais uma rodada para confirmarem seus acessos. O Guarani termina o final de semana na vice-liderança, com 66 pontos, seis a mais que o Figueirense.

Um empate na próxima rodada, contra o Bahia, em Salvador, confirma a vaga. Já o Ceará tem 64 pontos e precisará de uma vitória contra a Ponte Preta, no sábado, em Campinas, para comemorar.

Fortaleza, CE, 14 (AFI) - Guarani e Ceará fizeram um dos jogos mais emocionantes e dramáticos do Campeonato Brasileiro da Série B. Em uma partida que durou mais de três horas e teve dois apagões, os dois rivais empataram por 2 a 2, no Castelão, em Fortaleza, mas saíram de campo com um gosto amargo, por não terem concretizado o acesso. A partida foi paralisada por quase duas horas, por uma queda de energia que atingiu o estádio.

Pressão e gols no fim!abrir o placar. Logo no primeiro minuto, o lateral Fábio Vidal cobrou falta, no ângulo, e o goleiro Douglas espalmou a bola para
O Ceará começou a partida em um ritmo alucinante e, antes dos cinco minutos, já havia criado duas grandes oportunidades de fora. Aos quatro, o atacante Preto finalizou e o zagueiro Dão foi quem salvou, mandando pela linha de fundo.Depois de dez minutos de muita pressão, o Guarani começou a sair mais para o ataque e diminuiu o desequilíbrio favorável aos

donos da casa. O primeiro lance de perigo bugrino aconteceu aos 17 minutos. Após cobrança de falta da direita, o zagueiro Dão desviou na primeira trave e o também defensor Bruno Aguiar mandou rente ao travessão.

Pelos minutos seguintes, o Vozão continuou com maior volume de jogo, mas seguiu pecando no último passe. O time alvinegro continuou chegando com constância. Aos 29, por pouco não saiu o gol. Preto arriscou da entrada da área e carimbou a trave direita. No lance seguinte, o volante Michel foi quem chutou para outra grande defesa de Douglas.Apesar das várias chances criadas pelos cearenses, foi o Bugre quem saiu na frente aos 46 minutos. O atacante Caíque bateu

cruzado pela direita e, na segunda trave, o volante Léo Mineiro só teve o trabalho de completar. A festa alviverde, porém, durou pouco. Aos 48, o meia Geraldo desviou de cabeça e o zagueiro Anderson tocou na saída do goleiro.

Confusão no intervalo
finalzinho, alegando que Anderson estava em impedimento. Os atletas das duas equipes discutiram bastante na saída para os Após um primeiro tempo eletrizante, a confusão tomou conta do intervalo. Os jogadores do Guarani se revoltaram com o gol no vestiários.Na volta do intervalo, os ânimos continuaram exaltados e principal reclamação dos bugrinos era com a pressão que o técnico Paulo

César Gusmão exercia sobre um dos auxiliares. As discussões só cessaram, após uma conversa entre o ártbitro Luis Antônio Silva dos Santos e os dois treinadores.

Apagão não esfria o jogo
começo. Mas do outro lado estava uma muralha chamada Douglas. Aos cinco minutos, Fábio Vidal cobrou falta com categoria e o O início da segunda etapa foi mujito semelhante ao da primeira. O Ceará entrou com tudo em campo, tentando a virada logo no goleiro fez um verdadeiro milagre.Um minuto depois, o lateral-direito Boiadeiro cobrou escanteio da direita. O volante Heleno subiu mais que a marcação e cabeceou

para outra defesa do "camisa 1" bugrino. No rebote, Preto arriscou chute e a bola passou raspando a trave esquerda. Aos poucos, todavia, o Bugre tornou a equilibrar a partida, com uma marcação implacável.

Aos 19 minutos, a partida teve de ser paralisada por falta de energia elétrica. Depois de 46 minutos de muita espera, o jogo foi reiniciado. E quando a torcida alvinegra menos esperava, o volante Léo Mineiro aproveitou jogada de Ricardo Xavier e recolocou o Guarani em vantagem no placar, aos 27 minutos do segundo. Logo após o gol alviverde, a partida voltou a ser paralisada. Após muita espera, novamente, os times voltaram a campo e, mesmo após a maior da torcida ter ido embora, o Ceará empatou. Aos 42 minutos, o volante João Marcos completou cruzamento, enganou Douglas e fechou o placar.



Próximos jogos
Guarani encerra sua participação contra o Bahia, em Salvador, e o Juventude, em casa.

Nas duas últimas rodadas, o Ceará terá pela frente a Ponte Preta, em Campinas, e o América-RN, em Fortaleza. Enquanto isso, o Ficha Técnica

Ceará 2 x 2 Guarani

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza-CECeará
Lopes; Boiadeiro, Fabrício, Anderson e Fábio Vidal (Jorge Henrique); Heleno (Reinaldo), João Marcos, Michel e Geraldo; Preto
Renda: R$ 686.151,00.
Público: 56.246 espectadores (51.399 pagantes).
Árbitro: Luis Antônio Silva dos Santos-RJ
Cartões Amarelos: Preto (Ceará); Dão, Cléber Goiano, Luciano Santos e Gláuber (Guarani)
Gols: Anderson aos 48'/1T e João Marcos aos 42'/2T (Ceará); Léo Mineiro aos 46'/1T e aos 27'/2T (Guarani)

(Sérgio Alves) e Mota.Guarani
Douglas; Maranhão, Dão, Bruno Aguiar e Eduardo (Andrezinho); Luciano Santos, Cléber Goiano, Léo Mineiro e Caíque; Fabinho (Gláuber) e
Técnico: PC Gusmão.

Ricardo Xavier (Nei Paraíba).
Técnico: Osvaldo Alvarez (Vadão).

 
 
" />