Ceará 2 x 0 Bragantino - Quase na elite do futebol brasileiro

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 03 (AFI) – Em um jogo onde somente o Ceará conseguiu pressionar o adversário, o Bragantino perdeu para o Ceará por 2 a 0 no estádio Castelão, em Fortaleza, pela 34ª rodada do Brasileiro da Série B. Reinaldo e Sérgio Alves marcaram os gols que determinou a derrota do time paulista.

Com o resultado o Bragantino permaneceu com 49 pontos e caiu para a 8ª colocação. Na próxima rodada o Massa Bruta enfrenta o Paraná Clube, dia 10, sexta-feira, às 19h30, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 35ª rodada da competição.

Só deu Vovô
A partida começou como o Bragantino preocupado em não sofrer um gol no início da partida, já que o estádio Castelão estava praticamente lotado, com os torcedores do ceará gritando o tempo todo.

Assim, com toda esta pressão, logo aos dois minutos Gilvan foi obrigado a fazer bela defesa em chute da intermediária de ataque cearense. O goleiro bragantino voltou a trabalhar bem aos 11 minutos, quando Geraldo bateu falta e Gilvan espalmou tirando o perigo de sua área.

O time paulista pouco chegava na área do Ceará e com isso o Vovô seguia ameaçando. Aos 31 minutos Boiadeiro fez bela jogada pela direita e cruzou rasteiro. Geraldo recebeu, virou o corpo e bateu a direita de Gilvan desperdiçando a melhor chance até então.

Mais Vovô
Só dava Ceará. Aos 41 minutos Carlinhos aliviou mal uma bola e Wellington Amorim bateu de primeira na entrada da área. Porém a bola foi no meio do gol e Gilvan fez boa defesa. Aos 41 aconteceu a última boa chance da partida na primeira etapa. Kadu errou ao sair jogando e a bola sobrou para Geraldo. Ele foi à linha de fundo e cruzou. Gilvan mostrou arrojo e se atirou nos pés de Wellington Amorim para fazer a defesa.

Segundo tempoAos nove minutos o Bragantino perdeu o zagueiro Kadu e ficou com um homem a menos. Aos 12 minutos foi a vez de Careca se aproveitar de um rebote da zaga e sem marcação bateu forte de primeira, mas a bola saiu a esquerda de Gilvan.
Preocupado com a falta de pontaria de seu time, o técnico Paulo César Gusmão mudou. Ele tirou o veterano Wellington Amorim e colocou em campo Mizael jogador mais novo e com mais gás no jogo. Logo a quatro minutos, após bola cruzada, Mizael chegou tarde e não conseguiu tocar para abrir o marcador.

Menos um

Menos dois
A situação começou a se complicar de vez para o Bragantino a partir dos 24 minutos. Mário que acabara de entrar, fez falta e o árbitro Djalma Beltrami (RJ) entendeu que o jogador paulista havia dado uma cotovelada e expulsou-o de campo. Com dois a menos o gol dos donos da casa era questão de tempo.

Ao ver a situação do jogo, o técnico Paulo César Gusmão tirou o lateral-esquerdo Fábio Vidal e colocou em campo o atacante Sérgio Alves. Em sua primeira participação ele já arriscou de fora da área e assustou Gilvan.

De tanto tentar
Mais dois minutos se passaram e aos 27 minutos finalmente o Ceará abriu a contagem. Reinaldo recebeu a bola pela esquerda, se livrou da marcação e bateu forte, rasteiro, no canto direito de Gilvan que nada pode fazer. 1 a 0 Ceará.

Mesmo vencendo o Vovô não parou. Mizael e Mota tiveram a chance de ampliar mas pararam em boas defesas de Gilvan. Porém, o goleiro do Massa Bruta nada pôde fazer aos 37 minutos. Geraldo cruzou da esquerda e Sérgio Alves, impedido, usou a cabeça e fez 2 a 0 Ceará.

Apesar de ainda insistir apoiado por mais de 40 mil expectadores, o Ceará não conseguiu marcar mais e o placar final foi mesmo 2 a 0 para o Ceará.Ficha Técnica

Ceará 2 x 0 Bragantino

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza-CECeará
Lopes; Boiadeiro, Fabrício, Erivélton e Fábio Vidal (Sérgio Alves); Michel, João Marcos, Careca (Reinaldo) e Geraldo; Wellington Amorim (Misael) e Mota.
Técnico: Paulo César Gusmão.


Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira-RJ
Público: 36.911 pagantes
Renda: R$ 311.740,00
Cartões Amarelos: Boiadeiro e Michel (Ceará); Kadu, Sérgio Manoel e Gilvan (Bragantino)
Cartões Vermelhos: Kadu e Mário (Bragantino)
Gols: Reinaldo aos 27'/2T e Sérgio Alves aos 37'/2T (Ceará)

Bragantino
Gilvan; Kadu, Carlinhos e Da Silva; Diego Macedo, Marcelo Godri, Paulinho, Adãozinho (Danilo Bueno) e Sérgio Manoel (Mário); Léo Jaime e Lúcio (Maurício).
Técnico: Marcelo Veiga.