Vila Nova 2 x 1 Figueirense - Sem querer, Vila ajuda o "inimigo"

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 20 (AFI) – O Vila Nova afastou-se do rebaixamento e, de quebra, ajudou o rival Atlético-GO no Campeonato Brasileiro da Série B. Com um gol do zagueiro Flávio, aos 43 minutos do segundo tempo, o Vila bateu o Figueirense, por 2 a 1, na noite desta terça-feira, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 31.ª rodada da competição. Com o resultado, o Tigre encerra uma série de três jogos sem vitórias, sendo duas derrotas seguidas, e assume a 14.ª colocação, com 39 pontos. Seis a mais que o Fortaleza, primeiro dentro da zona de rebaixamento.

Já o Figueirense perde a quarta vaga no G4 para o Atlético. Agora, aparece na quinta posição, com 51 pontos contra 53 dos goianos.


Dida estava em uma grande noite e explorou as costas do ala-esquerdo Egídio. Tanto que as duas primeiras chances do Tigre
Vila começa melhor
Apesar de mal colocado na tabela de classificação, o Vila Nova começou melhor a partida e buscou mais o ataque. O lateral-direito saíram de seus pés. Na melhor delas, aos 14 minutos, o atacante Nena cabeceou com perigo por cima do gol.Conforme o tempo passou, a pressão do time goiano aumentou. Até que aos 22 saiu o gol. O lateral Zé Rodolpho cobrou escanteio

pelo lado esquerdo e o volante Claudinho Baiano se antecipou à zaga, para cabecear no canto esquerdo do goleiro Wilson. Mesmo em vantagem, os donos da casa seguiram chegando mais ao ataque.

Aos 36 minutos, o veterano Alex Dias perdeu uma chance de ouro de praticamente liquidar o jogo. Após contra-ataque, o atacante recebeu lançamento nas costas da zaga e invadiu a área sozinho. Quando ele saiu na cara goleiro, entretanto, acabou finalizando rente a trave direita. Emoção no final
O gol despediçado por Alex Dias fez falta na segunda etapa. O Figueirense voltou mais aceso do intervalo e desde o início assumiu

as rédeas da partida. Aos três minutos, o atacante Rafael Coelho retribuiu a "gentileza" e também perdeu gol feito. Ele saiu na cara de Max, mas tentou driblar o goleiro e acabou saindo com bola e tudo.

A situação do Vila ficou ainda mais dramática, aos nove minutos, quando o volante Alisson parou o meia Fernandes com falta, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso. Com um a mais, o time catarinense aumentou ainda mais sua pressão e o jogo virou um duelo de ataque contra defesa.Apesar do completo domínio territorial, o Alvinegro abusou dos cruzamentos na área, o que acabou consagrando os zagueiros

Edson Borges e Leonardo. Em um contragolpe perigoso, quase o Tigre matou o jogo. Dida escapou pelo lado direito e cruzou rasteiro. O meia Otacílio não alcançou e o atacante Willians chutou em cima da zaga.

A pressão do Figueira, todavia, foi demais para os goianos. Aos 32, Max já havia feito um milagre, após chute de Fernandes. Aos 35, porém, ele nada pôde fazer. Rafael Coelho foi lançado em velocidade e pegou a zaga desprevinida. Sozinho, ele invadiu a área e tocou na saída do goleiro.Os gols perdidos pelos catarinenses, contudo, fizeram falta. Aos 43 minutos, o zagueiro Flávio aproveitou bate-rebate na área e fez o segundo, de cabeça, para o Vila.



Próximos Jogos
Enquanto isso, o Figueirense joga contra a Ponte Preta, no mesmo dia e horário, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

No próximo sábado, às 16h10, o Vila Nova volta a campo para enfrentar o Campinense, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Ficha Técnica

Vila Nova 2 x 1 Figueirense

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia – GOVila Nova
Max; Dida, Edson Borges, Leonardo e Zé Rodolpho; Claudinho Baiano (Soares), Alisson, Otacílio e Ricardinho; Alex Dias (Flávio) e
Árbitro: Carlos Eugênio Simon – RS (FIFA)
Cartões Amarelos: Alisson (Vila Nova)
Cartão Vermelho: Alisson (Vila Nova)
Gols: Claudinho Baiano aos 22'/1T e Flávio aos 43'/2T (Vila Nova); Rafael Coelho aos 35'/2T (Figueirense)

Nena (Willians). Figueirense
Wilson; Lucas, Roger Carvalho, Toninho e Egídio; Jeovânio (Rafael Coelho), Roberto Brum, Paulinho (Vinícius Pacheco) e
Técnico: Zé Roberto.

Fernandes; Schwenck e Maicon (Paulo Sérgio).
Técnico: Márcio Araújo.