São Caetano 1 x 2 Paraná - Tricolor dança o vira no ABC

por Agência Futebol Interior

São Caetano do Sul, SP, 24 (AFI) - O São Caetano saiu na frente do Paraná, mas permitiu a virada e o rival venceu por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Grande ABC, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O meia Xuxa abriu o placar para o Azulão no começo do segundo tempo, mas Marcelo Toscano deixou tudo igual para o time paranista e Davi virou o jogo.

Veja também:
Série B: Vasco vence outra e está virtualmente de volta à Série A

A derrota deixa o Azulão na nona colocação, com 45 pontos, enquanto o Paraná é o décimo, também com 45, mas com saldo de gols negativos (8) e os dois times só cumprirão tabela até o final do campeonato. Outra vez, o técnico Roberto Cavalo foi decisivo no banco de reservas do Paraná, que vem de forte ascensão desde a saída de Sérgio Soares, agora no Santo André.

Tricolor é superior
Mesmo jogando fora de casa, o Paraná começou a partida se impondo, quando criou as melhores chances no início do jogo e quase marcou aos três minutos. Após grande jogada pela direita, Murilo cruzou e Rafinha pegou de primeira, mas a bola foi desviada e por pouco o Tricolor não abriu o placar.

Dois minutos depois, o time paranaense chegou mais uma vez com perigo. Toscano ajeitou para Davi na ponta esquerda da área, o atacante passou pelo marcador e chutou forte, para boa defesa de Luiz. Aos sete minutos, os jogadores do Paraná ficaram pedindo pênalti em jogada de Rafinha, que cruzou da direita e a bola bateu na mão de Marcelo Batatais. O árbitro Wilson Souza de Mendonça mandou o jogo seguir.

Lá e cá
Depois dos dez minutos iniciais, o São Caetano cresceu de produção e começou a incomodar o time paranista, embora os visitantes ainda estivessem melhor no jogo. Aos 17, o Azulão finalizou pela primeira vez num chute de Ademir Sopa, que obrigou Zé Carlos a espalmar. O Paraná tocava bem a bola mas finalizava muito pouco contra o gol de Luís.

Aos 33 minutos, os visitantes perderam outra grande oportunidade de sair na frente. Após boa troca de passes, Davi recebeu na esquerda e chutou por cima, perto do gol de Luiz. No final do primeiro tempo, o Paraná teve três chances de marcar, enquanto o Azulão mandou uma bola no travessão com Washington, mas nada de gols na etapa inicial.

Xuxa faz a alegria do Azulão, mas...
O segundo tempo começou morno, mas o Azulão tratou de subir a tempratura aos sete minutos, quando fez o primeiro gol. No contra-ataque, Cascata avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Xuxa só empurrar para o gol vazio e tirar o zero do placar. O gol abalou o time do Paraná, que não repetia a boa atuação do primeiro tempo.

Após alguns minutos apagado, o time paranista retomou o domínio da posse de bola, mas continuava finalizando pouco. No entanto, o clube conseguiu o empate aos 21 minutos. O atacante Marcelo Toscano aproveitou rebote do goleiro em cabeçada de Rafinha e mandou para as redes do Azulão, deixando tudo igual.

O time da casa foi para frente após sofrer o empate e por pouco não voltou a mandar no placar aos 27. Washington recebeu na área e chutou de esquerda, mas Leandro apareceu no último instante para cortar o perigo e evitar o gol. Mas aos 41 minutos, o Tricolor virou. Rafinha fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Davi, que ajeitou dentro da área e tirou com classe das mãos de Luiz, decretando a virada paranista.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 33ª rodada da Série B. O São Caetano enfrenta o Campinense, às 16h10, fora de casa, enquanto o Paraná joga contra o ABC, às 21 horas, em Natal.

Ficha Técnica

São Caetano 1 x 2 Paraná

Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul-SP

Público: 1.062 pagantes
Renda: R$ 71.057 Árbitro: Wilson Souza de Mendonça-PE
Cartões amarelos: Luiz Henrique, Luiz Camargo (Paraná); Anderson Marques, Diogo Orlando (São Caetano)
Gols: Xuxa, aos 7'/2T (São Caetano); Marcelo Toscano, aos 21'/2T e Davi, aos 41'/2T (Paraná)

São Caetano
Luiz; Ademir Sopa (Careca), Marcelo Batatais, Anderson Marques e Bruno Recife; Jairo, Diogo Orlando (Tobi), Xuxa e Éverton Ribeiro; Cascata (Matheus) e Washington.
Técnico: Antônio Carlos.

Paraná
Zé Carlos; Luiz Henrique (Adoniran), Leandro e Montoya; Murilo (Elton), Luiz Camargo, João Paulo, Davi, Rafinha e Fabinho; Marcelo Toscano (Raí).
Técnico: Roberto Cavalo.