Figueirense 1 x 2 Ponte Preta - Embalou de vez na Série B!

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 24 (AFI) – O Figueirense ficou mais distante do G4 no Campeonato Brasileiro da Série B. O time catarinense foi derrotado pela Ponte Preta, por 2 a 1, neste sábado à tarde, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 32ª rodada. Por outro lado, a Macaca embalou de vez, pois nos últimos quatro jogos foram três vitórias e um empate. O time de Campinas abriu 2 a 0, com gols de Evando e Lins, enquanto Fernandes descontou para o Figueira no final do segundo tempo.

Com o resultado, o Figueirense permaneceu com 51 pontos, mas se distanciou do G4, pois ficou a cinco pontos do Atlético-GO, quer atualmente está na quarta colocação, com 56. Na rodada anteriror, o Figueira tinha perdido para o Vila Nova, por 2 a 1, em Goiânia. Já a Ponte Preta segue na sétima colocação, com 49 pontos, mas, assim como o Figueira, ainda segue com chances matemáticas de conquistar o acesso.

O resumo do jogo é o seguinte: o Figueirense teve as ações em campo, mas a Ponte Preta mostrou muita eficiência, depois de optar por se defender e explorar os contra-ataques.

Figueira atacou, mas levou o gol!
O Figueirense estava confiante em entrar no campo e marcar logo um gol para seguir na luta pelo acesso. O time da casa foi a frente e obrigou a Ponte Preta a ficar no campo de defesa. As chances foram aparecendo e o Figueirense perdendo as oportunidades. Aos quatro, Fernandes tentou o primeiro chute perigoso, mas a bola desviou e foi pela linha de fundo.

A melhor chance de gol do Figueirense foi aos nove minutos. Após lançamento para dentro da área, Rafael Coelho se antecipou na saída de Gilson, ficou com a bola e chutou para o gol. O atacante estava sem ângulo, a bola passou por frente do gol vazio e foi pela linha de fundo. Após isso, o Figueira continuou atacante e obrigou ao time de Campinas a adotar a tática do contra-ataque.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria com o placar em branco, a Macaca conseguiu encaixar uma ótima jogada e abriu o placar. Aos 43 minutos, Fabiano Gadelha avançou do meio-campo com a bola dominada e foi em direção ao gol. O meia deu um toque de lado e deixou Evando livre de marcação e com o gol aberto, para dominar, chutar forte e fazer a festa.

Seguuuuuuuuuura, Macaca!
No segundo tempo, o Figueirense se manteve no campo de ataque e abriu de vez a possibilidade do contra-ataque para a Ponte Preta. Logo no primeiro minuto, Rafael Coelho perdeu chance após toque de Roberto. O time da casa chegava muito no ataque, mas não tinha qualidade para finalizar e transformar as chances em gol.

Pelos lados da Ponte Preta, as jogadas de contra-ataque davam resultado. Aos 16, Lins arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Wilson a fazer defesa em dois tempos. Mas aos 27 minutos, o time campineiro chegou ao segundo gol. Vicente avançou pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área. Lins apareceu livre e mandou para as redes de do gol catarinense.

O Figueirense ainda tentou diminuir, mas a Ponte Preta se fechou e deu somente a possibilidade de chutes de fora da área. Roberto Firmino até que arriscou, mas o chute do garoto foi pela linha de fundo. No final do jogo, o Figueira descontou. Aos 41 minutos, após cruzamento para dentro da área, o meia Fernandes se antecipou e tocou para dentro do gol. Era tarde para buscar o empate.

Próximos Jogos!
Pela 33ª rodada, o Figueirense joga no sábado, quando enfrenta o Brasiliense, às 16h10, na Boca do Jacaré, em Brasília. Já a Ponte Preta joga novamente fora de casa, pois enfrenta o Vila Nova, sexta-feira, às 21 horas, no Serra Dourada, em Goiânia.

Ficha Técnica

Figueirense 1 x 2 Ponte Preta

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca-RJ
Cartões amarelos: Egidio e Vinicius Pacheco (Figueirense); Pirão, Fabiano Gadelha e Jean (Ponte Preta)Renda: R$ 56.392,50
Público: 8.527 (pagante)

Gols: Fernandes 41’/2T (Figueirense); Evando 43’/1T e Lins 27’/2T (Ponte Preta)

Figueirense
Wilson; Toninho (Roberto Firmino), Roger Carvalho (Diego Paulista) e Edson; Lucas, Paulinho (Vinicius Pacheco), Roberto Brum, Fernandes e Egídio; Schwenck e Rafael Coelho.
Técnico: Márcio Araújo.

Ponte Preta
Gilson; Dede, Jean, Dezinho e Vicente; Deda, Pirão, Danilo Portugal e Fabiano Gadelha (Willian Favoni); Evando (Marrom) e Finazzi (Lins).
Técnico: Wanderley Paiva.