Atlético-GO 2 x 0 São Caetano - Dragão mostra a sua força

por Agência Futebol Interior

Renda: R$ 38.565,00
Cartões amarelos: Adriano e Washington (São Caetano). Pituca, Anailson, Leandro Carvalho e Chiquinho (Atlético-GO)
Cartão vermelho: Jairo (São Caetano)

Gols: Juninho, aos 11'/1T, e Elias, pênalti, aos 39'/2T (Atlético-GO)
Atlético-GO
Édson; Rafael Cruz, Gilson, Leandro Amaro e Chiquinho; Leandro Carvalho, Pituca, Robston (Weslley) e Anaílson (Elias); Zulu (Marcão) e Juninho.
Técnico: Artur Neto.Goiânia, GO, 3 (AFI) – O Atlético-GO manteve a terceira posição dentro do Campeonato Brasileiro ao vencer o São Caetano, por 2 a 0, neste sábado à tarde, no Estádio da Serra Dourada, pela 28.ª rodada. Este jogo teve a liberação da venda de bebidas alcoólicas, através de uma liminar válida para o Estado de Goiás.

O time goiano vinha de derrota para o ABC, por 2 a 1, e chegou aos 50 pontos na estréia do técnico Artur Neto, que substituiu Mauro Fernandes. O São Caetano sofreu sua segunda derrota seguida, uma vez que tinha perdido em casa para o Guarani, por 2 a 1. Com 41 pontos, fica em sétimo lugar.

Mandante na frente
Como bom mandante, o Atlético tratou logo de mostrar sua força ofensiva, diante de um São Caetano assustado. Para facilitar a situação, o time goiano saiu na gente aos 11 minutos. Anailson fez o levantamento para a área, onde Zulu dominou a bola entre dois zagueiros, mas errou a finalização. A bola, porém, sobrou para Juninho, na linha da pequena área, e daí ficou fácil para ele abrir o placar.

O São Caetano teve sua melhor chance aos 20 minutos, num lance raro. Eduardo Costa chutou de fora da área, a bola desviou na defesa, no corpo do goleiro Edson. Depois bateu na trave, nas costas do goleiro e correu toda a linha de gol até bater, de leve, no pé da outra trave. Edson chegou para dar um tapinha, antes do carrinho de Washington, que saiu comemorando o gol de empate.

Mas a arbitragem, que chegou a confirmar o gol, ficou em dúvida e anulou aquele que seria o gol de empate. Nem as câmaras de televisão conseguiram mostrar a imagem, portanto, a decisão do árbitro Héber Roberto Lopes foi correta.

Mudanças sem efeito
Na volta para o segundo tempo, o técnico Artur Neto fez duas mudanças. Tirou o meia Anailson para a entrada de Elias e sacou o inoperante Zulu para a entrada de Marcão. Era uma tentativa para conter a esperada pressão do visitante.

Aos três minutos, jairo chutou de longe e Edson defendeu e o goleiro também foi bem numa virada de Eduardo Ramos, aos 19 minutos. Aos 25 minutos, Pituca desperidçou a chance de ampliar ao tocar de cabeça para fora depois do rebote errado do goleiro Luiz.

E o São Caetano bem que tentou empatar, mas mostrou muita lentidão para chegar ao ataque. O Vila Nova não mostrou capacidade para explorar os espaços e ampliar o placar nos contra-ataques.

Aos 38 minutos, Marcão foi derubado por Roger, dentro da área: pênalti. Na cobrança, Elias ficou parado alguns instantes, mas bateu forte, no canto direito de Luiz. Antes da bola sair no centro, o meio-campo Jairo, do São Caetano, foi expulso, por reclamação.

Próximos jogos
O São Caetano vai abrir a 29.ª rodada na terça-feira, contra a Portuguesa, em Mogi Mirim, no Estádio João Paulo II. A Lusa vem de duas vitórias seguidas, diante de Bragantino e Paraná, ambas por 2 a 0. O Atlético vai enfrentar o Paraná, sexta-feira, em Curitiba. O adversário perdeu em casa para a Portuguesa, por 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO 1 x 0 São Caetano


Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO
Árbitro: Héber Roberto Lopes – PR (FIFA)
Público: 3.404 pagantes

São Caetano
Luiz; Galiardo (Mateus), Marcelo Batatais, Douglas e Bruno Recife; Adriano (Careca), Roger, Jairo e Eduardo Ramos; Washington e Xuxa (Wendell).
Técnico: Antônio Carlos.