Paraná 0 x 4 Figueirense - Um cai de 4 e o outro encosta no G4

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 26 (AFI) – O Figueirense entrou de vez na briga pelo acesso no Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde deste sábado, jogando no Estádio Durival de Britto, em Curitiba, ele enfrentou o Paraná, e com muito mais volume de jogo, arrancou uma goleada por 4 a 0, em partida que valeu pela 26ª rodada da competição.

Leia mais:
DF: Túlio marca mais um e se aproxima do gol 900

Com este brilhante resultado conseguido fora de casa, o Figueirense chegou aos 42 pontos, e assumiu a quinta colocação. Enquanto isso, o Paraná se manteve com 32 pontos, na 12ª colocação, e começa ver a chance de lutar pelo acesso cada vez mais distante.

Foi para cima
Mesmo jogando fora de casa, o Figueirense partiu para cima e exerceu uma grande pressão em busca do gol. Logo aos dois minutos, Roberto Brum recebeu no meio campo e fez o lançamento para a área. Egídio recebeu, mas foi travado na hora da conclusão. Aos dez minutos, em outra jogada entre Brum e Egídio, Lucas recebeu e chutou de longe, tirando tinta da trave.

Cansado de tomar pressão, o Paraná começou a se recompor após os 15 minutos. Em uma jogada na intermediária, a bola sobrou para Wellington Silva, que chutou forte, obrigando Wilson a fazer uma grande defesa. Logo em seguida, Elvis recebeu cruzamento na área e cabeceou forte, mas ao lado da trave. Aos 20 minutos, Rafinha viu o goleiro adiantado e arriscou de longe, explodindo no travessão.

Gols, expulsão...
O melhor inicio e as falhas constantes da marcação do Paraná acabaram surtindo resultado. Aos 24 minutos, o árbitro assinalou um pênalti em cima de Fernandes. O próprio foi para a cobrança e abriu o placar para os visitantes. No mesmo lance, o técnico Roberto Cavalo se exaltou em suas reclamações e foi expulso de campo.

Após sofrer o gol, o Paraná teve que ir para cima, e se expôs ainda mais. Aos 27 minutos, em um contra-ataque rápido, o Figueirense chegou com Schwenck, que da entrada da área, bateu cruzado, levando grande perigo. Depois disso, os donos da casa se perderam em campo e não conseguiam mais criar nenhum lance de perigo.

Até que tentou, mas...
Na segunda etapa, mesmo com apenas uma substituição, o Paraná voltou com uma postura completamente diferente, e partiu para cima em busca do empate. Logo aos três minutos, Rafinha cruzou para a área e Wellington Silva cabeceou forte, mas a bola foi para fora. Aos oito minutos, após outro cruzamento, foi a vez de Gabriel tentar de cabeça e quase empatou.

Mas o Figueirense precisou de apenas três minutos para definir a partida. Aos 11 minutos, Fernandes arrancou em contra-ataque e rolou para Schenck. O jogador cruzou para a área, e Egídio apareceu para fazer de cabeça. Aos 13 minutos, em outro contra-ataque, a defesa dos donos da casa falhou de novo, e Lucas, livre na área, só teve o trabalho de rolar para as redes.

Em seguida, as chances do Paraná reagir foram pelo ralo com Luiz Henrique, que fez falta feia e foi expulso direto, sem ao menos receber o cartão amarelo. Então, aos 23 minutos, Paulinho invadiu a área, foi derrubado por Gabriel e o árbitro assinalou pênalti. Schwenck foi para cobrança, fez o quarto gol e sacramentou a goleada.

Próximos Jogos
Na próxima rodada, todos os jogos serão na terça-feira. Às 19h30, o Paraná vai viajar até o Distrito Federal e vai enfrentar o Brasiliense. Enquanto isso, o Figueirense terá um duro desafio às 21 horas, contra o Vasco, no Rio de Janeiro.

Ficha Técnica

Paraná 0 x 4 Figueirense

Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba – PR
Árbitro: Alicio Pena Junior – MGRenda: R$ 106.780,00
Público: 7.017 pagantes

Cartões amarelos: Gabriel (Paraná); Paulinho, Maicom, Roberto Brum, João Felipe, Lucas (Figueirense)
Cartões vermelhos: Luiz Henrique e Gabriel (Paraná)
Gols: Fernandes, de pênalti, aos 24’/1T, Egídio aos 11’/2T, Lucas aos 13’/2T e Schwenck, de pênalti, aos 23’/2T (Figueirense)

Paraná
Zé Carlos; Murilo (Montoya), Gabriel, Elton e Marcio Goiano; Adoniran (Cléber), Luiz Camargo, João Paulo e Elvis (Adriano); Rafinha e Wellington Silva.
Técnico: Roberto Cavalo.

Figueirense
Wilson; Lucas, Edson (Anderson), Roger Carvalho e Egídio; Lucas, Diego Paulista (João Felipe), Roberto Brum, Paulinho (Ale) e Fernandes; Maicon e Schwenck.
Técnico: Márcio Araújo.