Ipatinga 2 x 0 Bragantino - Após humilhação, vem a recuperação!

por Agência Futebol Interior

Ipatinga, MG, 15 (AFI) – Depois de ser humilhado pelo Campinense na última rodada (derrota por 5 a 1, em Campina Grande), o Ipatinga contou com a estrela de duas novidades para vencer o Bragantino por 2 a 0, nesta terça-feira, no Ipatingão, em Ipatinga, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.
Os gols foram marcados por Radar, que substituiu o titular Marinho Donizete, e Francismar, estreante da noite. Com o resultado, os mineiros deixaram o perigo do rebaixamento de lado e subiram alguns degraus na tabela. Agora, o Ipatinga é o décimo colocado, com 32 pontos. Já o Bragantino é o nono, com 33, cada vez mais longe do acesso.
Mudanças garantem a vitória!
As novidades no time titular impulsionaram o Ipatinga desde o primeiro minuto. Apesar de não apresentar um futebol vistoso, soube aproveitas as oportunidades que surgiram e praticamente garantiu a vitória sobre os paulistas ainda nos 45 minutos iniciais.
O primeiro gol saiu logo na primeira chance de gol. Aos cinco minutos, Radar - uma das novidades do time - recebeu pela direita e cruzou da intermediária. O zagueiro Carlinhos tentou afastar, mas desviou de cabeça contra o próprio gol, enganando Gilvan e marcando contra. O gol, porém, foi dado para Radar.
O Bragantino esteve entregue em campo e pouco criou no ataque. Do outro lado do campo, Gilvan foi mais uma vez traído por um desvio. Em sua estreia, Francismar recebeu pelo lado direito e arriscou o chute. A bola resvalou em um marcador e entrou no canto direito, enquanto o goleiro se preparava para pular para a esquerda.
Os dois gols de vantagem deram tranqüilidade ao Ipatinga, que passou a tocar a bola com a cadência necessária para manter a vitória. Fernando Miguel e Lucas deram o ritmo necessário no meio-campo, enquanto a defesa se postou bem com a volta de Léo Oliveira.
Cadê os goleiros?
O segundo tempo não trouxe emoções em termos ofensivos. O Bragantino voltou com a mesma formação, mas, após bater novamente no muro defensivo do Ipatinga, testou a entrada de Juninho no lugar de Danilo Bueno. A alteração, porém, não surtiu efeito.
No Ipatinga, Emerson Ávila demorou ao menos 20 minutos para fazer a primeira modificação. Fernando Miguel deixou o campo contundido e deu lugar ao zagueiro Max, elogiado pelo treinador durante a semana. Com três zagueiros, o Ipatinga abdicou do ataque.
O Bragantino tentou pressionar o adversário a partir dos 23 minutos, com a entrada de Pedro Henrique no lugar de Rodrigo Costa. Veiga, assim, abandonou o 3-5-2 e passou a jogar com dois zagueiros. Com jogadas pelas laterais, o time paulista apostou no oportunismo de seus atacantes, sumidos em campo.
Próximos Jogos
Os dois times voltam a jogar pelo Brasileiro da Série B no final desta semana. O primeiro a entrar em campo é o Bragantino, que visita o Campinense, na sexta-feira, às 21 horas, em Campina Grande. No sábado, às 21 horas, o Ipatinga enfrenta a Portuguesa, provavelmente na Arena Barueri, em Barueri.
Ficha Técnica
Ipatinga 2 x 0 Bragantino
Local: Estádio Ipatingão, em Ipatinga-MG
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha-ES
Público: 653 pagantes
Renda: R$ 5.200,00
Cartões Amarelos: Amílton e Luciano Sorriso (Ipatinga); Diego Macedo e João Paulo (Bragantino)
Gols: Radar aos 5’/1T e Francismar aos 25’/1T (Ipatinga)
Ipatinga
Marcelo Cruz; Alex Silva, Alessandro Lopes, Léo Oliveira e Radar (Luciano Sorriso); Fernando Miguel (Max), Lucas, Leandro Brasília e Francismar; Diego Silva e Marcelo Ramos (Amílton).
Técnico: Emerson Ávila.
Bragantino
Gilvan; Kadu, Carlinhos e Robson; Diego Macedo, Rodrigo Costa (Pedro Henrique), Paulinho, Danilo Bueno (Juninho) e João Paulo; Léo Jaime e Magrão (Tiago Almeida).
Técnico: Marcelo Veiga.