Paraná 1 x 2 Bahia - Virada heróica e com assinatura de Jael

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 25 (AFI) – O Bahia conquistou uma vitória heróica, na noite desta terça-feira, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com dois gols de cabeça do atacante Jael, o time baiano venceu o Paraná, por 2 a 1, de virada, em pleno Estádio Durival Britto, em Curitiba, e afastou provisoriamente o fantasma do rebaixamento. Com este resultado, o Bahia, que chegou aos 27 pontos, se afasta ainda mais das útimas posições e começa a sonhar com a zona de acesso. Por outro lado, o Tricolor paranista

continua com 24 pontos, ainda ameaçado pelo rebaixamento.O Paraná começou o jogo sonolento, mas acordou logo que abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo, com o atacante Rafinha. Após o gol, os mandantes dominaram o jogo e perderam, pelo menos, cinco chances claras: duas com Rafinha e três com Adriano. Os gols desperdiçados fizeram falta no segundo tempo e os visitante viraram, com o cabecinha de ouro Jael.



Paraná demorou, mas acordou!posse de bola, mas pouco produziu. Principalmente porque os baianos abusaram das faltas, para tentar parar o ataque adversário.


O início do confronto refletiu bem o momento vivido por Paraná e Bahia. O jogo começou frio como os 10ºC que apontavam os termômetros de Curitiba. O time da casa teve maior A partida seguiu neste ritmo até aos 25 minutos, quando finalmente o Tricolor paranista abriu o marcador. Em contra-ataque, o lateral-esquerdo Márcio Goiano descolou um belo lançamento para Marcelo Toscano. O ala escapou pela direita e cruzou. Esperto, o atacante Rafinha se adiantou e desviou para as redes.

O gol incendiou o jogo e o time de Curitiba perdeu duas excelentes oportunidades na sequência. Aos 26, Toscano recebeu mais uma, cortou para o meio e finalizou tirando tinta do poste do goleiro Fernando. Aos 29, Rafinha recebeu outra vez de Toscano, driblou o marcador, mas chutou fraco para o gol.

Acuados, os visitantes esboçaram uma reação, mas não apresentaram qualidade para isso. Para piorar, o time mandante seguiu muito agressivo, porém, pecando nas conclusões. Somente o atacante Adriano perdeu três grandes chances de ampliar antes do intervalo.

Quem não faz...
e logo aos quatro minutos teve uma grande chance de ampliar. Davi colocou Rafinha na cara do gol, mas o camisa 7 chutou para fora.

Apesar de o Bahia ter voltado com uma troca - Hernani no lugar de Bebeto -, o panorama do jogo não mudou no início da segunda etapa. O Paraná voltou buscando mais o ataque Os donos da casa continuaram encontrando muito espaços para atacar, mas seguiram pecando na pontaria. Aos 12 minutos, Rafinha voltou a perder um gol feito. E como diz a velha máxima, quem não faz toma. Aos 19, Jael deixou tudo igual. O atacante aproveitou cobrança de falta do volante Elton e completou de cabeça, na segunda trave.

O gol mudou a cara do jogo e os baianos até poderiam ter virado, aos 24. Após levantamento na área, Jael voltou a desviar de cabeça e obrigou o goleiro Ney a fazer grande defesa. Nos minutos finais, porém, os visitantes trataram de segurar o resultado, enquanto o time paranista, perdido, não conseguiu reagir.

Quando todos já estavam conformados com o empate, veio a surpresa. Aos 42, o lateral Rubens Cardoso escapou em velocidade e cruzou para a área. Jael, de novo ele, desviou de cabeça e virou. A virada revoltou os torcedores que vaiaram muito e protestaram, virando as costas para o gramado.

Próximos JogosCaetano, no mesmo dia e horário, no Estádio Pituaçu, em Salvador.


No próximo sábado, às 16h10, o Paraná volta a campo para enfrentar a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Enquanto isso, o Bahia joga contra o São Ficha Técnica

Paraná 1 x 2 Bahia

Local: Estádio Dorival Britto, em Curitiba – PRParaná
Ney; Gabriel, Dedimar e Élton; Marcelo Toscano, Adoniran, João Paulo (Kléber), Davi (Wando) e Márcio Goiano; Rafinha e Adriano (Alex Afonso).
Técnico: Sérgio Soares.


Árbitro: Cláudio Mercante - PE
Renda: R$ 42.635,00
Público: 2.946 pagantes (3.219 total)
Cartões Amarelos: Rafinha e Adoniran (Paraná); Juninho e Paulo Isidoro (Bahia)
Gols: Rafinha aos 25'/1T (Paraná); Jael aos 19'/2T e aos 42'/2T (Paraná)

Bahia
Fernando; Bebeto (Hernani), Nen, Vinícius e Rubens Cardoso; Elton, Marcone, Paulo Isidoro e Juninho; Jael e Nadson (Alex Terra).
Técnico: Sérgio Guedes.