Paraná 1 x 3 ABC - Vitória fora e adeus a zica do número 7!

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 28 (AFI) – Aleluia! O ABC espantou o azar do número 7. O alvinegro de Natal bateu o Paraná, por 3 a 1, em pleno Estádio Durival de Britto, em Curitba, na noite desta terça-feira, e conquistou seus primeiros pontos fora de casa no Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo foi válido pela 14ª rodada.

O ABC havia perdido todos os sete jogos longe de sua torcida. Sem falar, que o time de Natal não vencia há sete rodadas. Mesmo assim, com a vitória, o ABC segue na penúltima colocação, com apenas 11 pontos. Enquanto isso, o Paraná estacionou nos 17 pontos, na 13.ª colocação.

Errou feio!
A derrota do Paraná foi causada pelos erros do técnico Sérgio Soares. Pelo menos foi isso que imprensa e torcedores afirmaram após o jogo. O treinador errou na escalação e isso foi visto durante o jogo.

No segundo tempo, ele meteu Malaquias na vaga do lateral Marcelo Toscano. Mas o jogador, improvisado, não rendeu o esperado e após ser vaiado, o treinador mudou de novo. Agora ele tirou Malaquias para a entrada de Wellington Silva.

Começou esquisito...
Para surpresa de todos, o ABC seguiu a receita da rodada passada, quando empatou com o líder Guarani, e mesmo jogando fora de casa, foi pra cima do Paraná. O Tricolor se assustou com a iniciativa alvinegra e logo tomou um gol.

Aos 3 minutos, o goleiro Paulo Musse deu um bicão pra frente e acertou um belo passe a Ivan. Ele aproveitou a bobeira da zaga, avançou com velocidade e cruzou para Ricardinho. Livre na área, o atacante alvinegro encheu o pé para marcar.

Mas apesar do gol tomado, o Paraná cresceu na partida e iniciou a pressão em busca do gol de empate. Aos 10 minutos, João Paulo cobrou escanteio e Gabriel desviou de cabeça. A bola passou muito perto do gol.

A pressão seguiu no mesmo ritmo e com uma jogada bem parecida. Aos 28 minutos, Elvis bateu escanteio e o zagueiro Dirley desviou de cabeça. Paulo Musse fez grande defesa.

Mas cinco minutos depois não teve jeito. Gabriel bateu falta com violência e Paulo Musse deu rebote. Alex Afonso, sempre oportunista, aproveitou e mandou para o fundo das redes.

Quando todos achavam que o Paraná iria virar o jogo, Ivan foi lançado na área e ao tentar o drible, Gabriel o derrubou. Na cobrança do pênalti, o zagueiro Gaúcho bateu firme e fez o segundo do ABC, 2 a 1.

...e depois complicou!
No segundo tempo, o Paraná voltou para empatar, mas viu a situação ficar ainda mais complicada logo no começo. O zagueiro Freire perdeu a cabeça e mesmo após o árbitro dar falta de Fabinho, o zagueiro chutou a bola em cima do jogador do ABC e foi expulso.

A partir daí o jogo ficou violento e sem grandes oportunidades. Nervoso, o Paraná foi vaiado pelo seu torcedor e pouco assustou o ABC. Enquanto isso, o time alvinegro segurou lá trás e apostou nos contra-ataques.

Em um deles, aos 41 minutos, João Paulo recebeu na frente e na saída do goleiro Ney bateu firme para dar números finais, ABC 3 a 1.

Próximos jogos
Na 15ª rodada, o Paraná, sem Freire e Adoniran, suspensos, encara o Duque de Caxias no Rio de Janeiro, no sábado, às 16h10. Enquanto isso, o ABC joga na sexta-feira, às 21 horas, em Natal, contra a Portuguesa.

Ficha Técnica

Paraná 1 x 2 ABC

Local: Estádio Vila Capanema, em Curitiba-PR
Árbitro: Juliano Lopes Lobato-MG
Público pagante: 3663
Público total: 3906
Renda: R$ 53.680,00
Cartões amarelos: Gabriel, Adoniran (Paraná); Gaúcho, Sandro, Ricardinho, Ivan e Paulo Musse (ABC)
Cartão vermelho: Freire (Paraná)
Gols: Alex Afonso, aos 33’/1T (Paraná); Ricardinho, aos 3’/1T, Gaúcho, aos 47’/1T (pênalti) e João Paulo, aos 41'/2T (ABC)

Paraná
Ney; Gabriel, Freire e Dirley; Marcelo Toscano (Malaquias) (Wellington Silva), Adoniran, João Paulo, Elvis (Bebeto) e Fabinho; Wando e Alex Afonso.
Técnico: Sérgio Soares.

ABC
Paulo Musse; Gaúcho, Fabiano e Leonardo; Bosco, Rogério (Augusto Recife), Marquinhos, Sandro e Bruno Barros; Ivan (João Paulo) e Ricardinho (Gedeon).
Técnico: Flávio Lopes.