Sport 0 x 0 RB Bragantino - Massa Bruta empata e perde a chance de colar no G7

Do outro lado, o Leão praticamente deu adeus as chances de rebaixamento já que está a cinco pontos do Z4

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 15 (AFI) - No duelo que fechou a disputa da 36ª rodada do Brasileirão, na noite desta segunda-feira (15), Sport e Red Bull Bragantino ficaram no empate sem gols, no Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE). Apesar de ter dominado boa parte do duelo, o time paulista não conseguiu vencer a forte marcação e perdeu a chance de colar na briga por uma vaga na Libertadores de 2021. Mesmo assim, de quebra, se garantiu matematicamente na Sul-Americana.

Com o resultado, o Bragantino estacionou na 11ª colocação com 49 pontos e está a sete pontos do G7, que pode virar G8 em caso de título do Grêmio na Copa do Brasil. Já o Sport praticamente deu adeus as chances de rebaixamento. Com 42 pontos, o time pernambucano está cinco na frente do Vasco, que tem 37 e é o primeiro time dentro da zona da degola.

A partida foi transmitida ao vivo pela Rádio Futebol Interior, em parceria com a Rádio João de Bragança.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DO DUELO

PRIMEIRO TEMPO
Mesmo jogando fora de casa, o Red Bull Bragantino começou a partida tendo mais posse de bola e tomando as rédeas do duelo. Apesar disso, a primeira chance de perigo veio pelos lados do Sport, em um contra-ataque rápido. Aos 16 minutos, Betinho recebeu na entrada da área e soltou o pé, mas a bola pegou muita força e acabou saindo por cima do gol.
Sport e RB Bragantino ficam no empate por 0 a 0 na 36ª rodada do BR
Sport e RB Bragantino ficam no empate por 0 a 0 na 36ª rodada do BR

Conforme os minutos foram passando, o jogo foi ficando mais equilibrado no meio-campo, com o Bragantino insistindo e parando na forte marcação do Sport. A melhor chance do time paulista no primeiro tempo veio aos 38 minutos. Depois de um cruzamento na área, Raul ajeitou de cabeça para Ytalo que pegou de voleio, mas a bola também foi por cima. No lance seguinte, Claudinho teve mais uma boa chance em um chute de longe, mas o primeiro tempo terminou mesmo zerado.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Red Bull Bragantino foi para cima e nos 15 primeiros minutos, criou três boas chances de tirar o zero do placar. Aos dois minutos, Morato arriscou um chute cruzado da entrada da área que passou perto. Aos oito, Ytalo tentou de bicicleta, mas mandou para fora e aos 13, o próprio atacante aproveitou uma bobeira da defesa adversária, para arriscar um chute de bico, que desviou na zaga antes de sair.

Apesar da bola não entrar, o time paulista seguiu tentando. Aos 25, após um lançamento na área, Luan Candido desviou de cabeça, mas parou em um grande defesa de Luan Polli. Já aos 36 foi a vez de Claudinho. O meio-campista arriscou de fora da área e mandou por cima. A única jogada de perigo do Sport veio aos 40, quando Luciano Juba soltou o pé da intermediária, tentando encobrir o goleiro Cleiton, mas a bola pegou muita força e saiu por cima do travessão. Por isso, o duelo terminou mesmo empatado em 0 a 0.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo domingo (21) para a disputa da 37ª e penúltima rodada do Brasileirão. Em casa, o Sport recebe o Atlético-MG na Ilha do Retiro, no Recife, às 16h. Um pouco mais tarde, às 20h30, o Red Bull Bragantino visita o Goiás, no Estádio da Serrinha, em Goiânia.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
15/02/2021
Horário
20h00
Local
Ilha do Retiro - Recife (PE)
Árbitro
Leandro Pedro Vuaden (RS)

Renda
--
Assistentes
Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
Sport-PE: Iago Maidana, Betinho, Marcão Silva

Sport-PE
Luan Polli;
Ewerthon (Raul Prata), Iago Maidana, Adryelson, Rafael Thyere e Júnior Tavares;
Marcão Silva, Betinho (Márcio Araújo) e Thiago Neves (Ricardinho);
Dalberto (Mikael) e Hernane (Luciano Juba).
Técnico: Jair Ventura
Red Bull Bragantino-SP
Cleiton;
Aderlan, Fabrício Bruno, Ligger e Luan Cândido;
Raul, Ramires (Lucas Evangelista), Bruno Tubarão (Morato/Hurtado), Claudinho e Cuello (Leandrinho);
Ytalo (Chrigor).
Técnico: Maurício Barbieri