Atlético-GO 0 x 0 Vasco - Empate tira Trem Bala da degola e deixa Dragão tranquilo

O resultado agradou ambas as equipes, que lutam para permanecer na divisão

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 07 (AFI) - Após seis rodadas dentro da zona de rebaixamento, o Vasco voltou a deixar a degola ao empatar com o Atlético Goianiense por 0 a 0 na noite desta quinta-feira, no estádio Antônio Accioly, pela 28ª rodada do Brasileirão. O time carioca acabou empurrando o Bahia para a degola, ao lado de Goiás, Botafogo e Coritiba.

Com o resultado, o Vasco ficou na 16ª colocação, com 29 pontos, um a mais do que o Bahia, agora, o primeiro dentro do descenso. O Atlético, por sua vez, seguiu em situação tranquila. O time goiano é o 12º, com 35.

Vanderlei Luxemburgo chegou mudando meio time em relação ao que vinha sendo escalado por Ricardo Sá Pinto. Talles Magno e Yago Pikachu foram as principais alterações, ambos eram titulares antes da saída do treinador ao Palmeiras. No entanto, Ricardo Graça foi vetado de última hora, com dores abdominais.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS

Espaço incorporado por HTML (embed)


VASCO SUPERIOR!

Em campo, o Vasco foi superior e perdeu boas oportunidades de sair com uma vitória parcial. Logo de cara, Pikachu ganhou no alto e viu a bola sobrar para Cano. O artilheiro pegou de primeira, mas jogou para fora. Na sequência, Talles Magno também teve a chance de marcar. A jovem promessa chutou em cima de Jean.

Atlético-GO e Vasco empatam. Foto: Heber Gomes/AGIF
Atlético-GO e Vasco empatam. Foto: Heber Gomes/AGIF

O goleiro, inclusive, foi um dos destaques do Atlético. Ele fez um milagre na tentativa de Yago Pikachu. Jean pegou ao menos três bons arremates vascaínos. Do outro lado, Fernando Miguel também precisou trabalhar. O arqueiro pegou um chute, à queima-roupa, de Chico. Na reta final, ambas as equipes caíram de produção. O Atlético recuou, encurtou os espaços do Vasco e acabou segurando o empate para ir ao intervalo sem nenhum prejuízo.

DRAGÃO IGUALOU!
No segundo tempo, a partida caiu de produção. O Vasco mostrou cansaço e acabou dando a bola para o Atlético, que sofreu muita na criação de jogadas, tanto que nos 30 primeiros minutos a melhor chance foi uma tentativa de Cano do meio da rua, defendida pelo goleiro Jean.

Luxemburgo mexeu na equipe, dando chance para jovens jogadores como Gabriel Pec, destaque das categorias de base. Mas o Atlético continuou superior. Arnaldo fez boa jogada pela direita e cruzou para Roberson. O atacante jogou por cima do gol.

EMOÇÃO NO FINAL
O jogo acabou ganhando emoção no final, com chances de ambos os lados. Gabriel Pec colocou a defesa do Atlético para 'dançar' e chutou na rede pelo lado de fora. A resposta foi imediata. Roberson recebeu dentro da área, no contrapé de Fernando Miguel, que só torceu para ela não entrar.

E o gol do Atlético não saiu por detalhe. Após o Vasco colocar Jean para trabalhar, o time goiano puxou contra-ataque. Roberson recebeu pela esquerda, tirou de Fernando Miguel e rolou para Janderson. O atacante chutou, mas viu Henrique, literalmente em cima da linha, salvar a equipe carioca e assegurar o empate.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, o Atlético-GO enfrenta o Bahia no domingo, às 18h15, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO). No mesmo dia, às 20h30, o Vasco recebe o Botafogo em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
28ª rodada
Data
07/01/2021
Horário
21h00
Local
Antônio Accioly - Goiânia (GO)
Árbitro
Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes
Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)

Cartões Amarelos
Atlético-GO: Marlon Freitas, Gustavo Ferrareis, Zé Roberto
Vasco da Gama-RJ: Juninho, Léo Matos

Atlético-GO
Jean;
Arnaldo (João Victor), Oliveira, Éder e Natanael;
Pereira, Marlon Freitas e Chico (Matheus Vargas);
Gustavo Ferrareis (Janderson), Zé Roberto (Roberson) e Wellington Rato (Nicolas).
Técnico: Marcelo Cabo
Vasco da Gama-RJ
Fernando Miguel;
Léo Matos, Werley, Leandro Castan e Henrique;
Bruno Gomes (Marcos Júnior), Léo Gil (Carlinhos) e Juninho (Andrey);
Yago Pikachu (Gabriel Pec), Cano e Talles Magno (Neto Borges).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo