Fluminense x Botafogo - Clássico Vovô definirá quem sobreviverá em suas missões

Se por um lado o Tricolor pode sair do G-8, o Fogão está com um pé na cova e na lanterna do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 23 (AFI) - No próximo domingo (24), Fluminense e Botafogo se enfrentam em São Januário, pela 32° rodada do Campeonato Brasileiro, brigando pela sobrevivência em suas missões. Enquanto o Tricolor está ameaçado em deixar o G-8, o Glorioso está praticamente na Série B, ocupando a lanterna do torneio, com 23 pontos conquistados.

Se por um lado o Flu está sendo perseguido por Corinthians e Santos, que tentam ingressar em um possível G-8, o Fogão precisa voltar a perseguir alguém, já que nem mesmo uma vitória tiraria o time da última posição.

Na história do confronto, são 380 partidas, com vantagem tricolor, com 137 vitórias, 119 empates e 124 triunfos do Alvinegro.

CHEGA DE MONTANHA-RUSSA

Para embalar uma sequência de três jogos sem vencer, o Fluminense terá que deixar de oscilar no Brasileirão. Entre os altos e baixos do Tricolor das Laranjeiras, o torcedor, que chegou a ver o time entre o pelotão que briga pelo título, agora teme terminar a competição fora dos oito primeiros na tabela.

Treino da última sexta-feira (22) no Fluminense. Foto: Lucas Merçon/FFC
Treino da última sexta-feira (22) no Fluminense. Foto: Lucas Merçon/FFC

Além da péssima campanha do rival, algo que pode animar a torcida tricolor é o retrospecto do time em clássicos na atual edição do Brasileirão. Em cinco jogos, são duas vitórias, dois empates e uma derrota, sendo o último triunfo contra o Flamengo, de virada, por 2 a 1, no Maracanã.

Algo que preocupa o técnico Marcão, porém, é a ausência de Fred, que cumprirá suspensão automática e desfalcará o Flu. O provável substituto é o menino John Kennedy, que marcou um dos gols no empate em 3 a 3 com o Coritiba, na última rodada, no Couto Pereira.

ENQUANTO TEM BAMBU, TEM FLECHA!

Segundo os matemáticos, o Botafogo tem que vencer os setes jogos que restam para fugir da zona de rebaixamento e não cair para a Série B do Brasileirão. Apesar de parte da torcida já ter jogado a toalha, a esperança ainda não morreu no elenco alvinegro.

Botafogo 1 x 3 Atlético Goianiense, 31° rodada do Brasileirão. Foto: Vitor Silva/BFR
Botafogo 1 x 3 Atlético Goianiense, 31° rodada do Brasileirão. Foto: Vitor Silva/BFR

Para continuar sonhando, o Fogão não pode pensar em outro resultado em São Januário que não seja a vitória. O time que venceu um dos últimos 18 jogos, precisará fazer diferente para surpreender o Fluminense e respirar na tabela.

Por isso, algo que o técnico Eduardo Barroca precisa urgentemente resolver é o buraco no sistema defensivo.. A última vez em que o time terminou uma partida sem ser vazado foi em outubro de 2020, no empate em 0 a 0 contra o Goiás, no Nilton Santos.

QUEM VENCER, SONHA

Brigando por objetivos distintos, Flu e Fogo entram em campo, no próximo domingo (24), em São Januário, pensando apenas em somar três pontos. Em caso de vitória para o lado tricolor, o time das Laranjeiras assegura a sétima posição, sem correr riscos de ser ultrapassado.

Já em caso de vitória do Glorioso, a equipe alvinegra continua na última posição, porém respiraria na briga contra o Z-4.

A partida, que é válida pela 32° rodada do Campeonato Brasileiro, tem horário marcado para às 20h30.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
32ª rodada
Data
24/01/2021
Horário
20h30
Local
São Januário - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Edina Alves Batista (SP)

Assistentes
Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Ines Back (SP)

Público
Portões fechados
Cartões Amarelos
Fluminense-RJ: Luiz Henrique, Yago Felipe
Botafogo-RJ: Rafael Forster

Gols
Fluminense-RJ: Lucca 21' 2T, Wellington Silva 53' 2T
Fluminense-RJ
Marcos Felipe;
Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio;
Martinelli, Yago Felipe e Nenê (Matheus Ferraz);
Luiz Henrique (Hudson), John Kennedy (Marcos Paulo) e Lucca (Wellington Silva).
Técnico: Marcão
Botafogo-RJ
Diego Cavalieri;
Marcelo Benevenuto, Kanu e Rafael Foster (Barrandeguy);
Kevin, José Welison (Rafael Navarro), Caio Alexandre, Bruno Nazário (Davi Araújo) e Victor Luís (Cícero);
Matheus Nascimento (Iván Angulo) e Matheus Babi
Técnico: Eduardo Barroca