Flamengo 0 x 2 Ceará - Será a despedida de Rogério Ceni?

O treinador entrou em campo pressionado e a situação ficou ainda pior com o tropeço neste domingo

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 10 (AFI) - O dia 10 de janeiro de 2021 pode ter sido o último de Rogério Ceni como treinador do Flamengo. A situação que já era ruim ficou ainda pior neste domingo depois da derrota para o Ceará, por 2 a 0, no Maracanã, pela 29ª rodada do Brasileirão.

Essa é a segunda derrota seguida e o terceiro jogo sem vitória do Flamengo, que estacionou nos 49 pontos e, na quarta colocação, vê a chance de título cada vez mais distante. Isso porque o líder São Paulo voltou a tropeçar.

Por outro lado, o Ceará se reabilitou da derrota para o Internacional e, com 39 pontos, praticamente assegurou a permanência na elite, além de seguir forte na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana. O Vozão está na nona colocação.

VEJA OS GOLS DE FLAMENGO 0 X 2 CEARÁ

FLAMENGO SURPREENDIDO
Pressionado, Rogério Ceni surpreendeu com Gabigol e Hugo Souza no banco de reservas, mas as mudanças não surtiram efeito em campo. O Ceará parecia estar jogando em casa e abriu o placar aos 13 minutos, quando Léo Chí encontrou Vina, que chegou batendo de primeira no cantinho.

O Flamengo estava tomando um verdadeiro baile do Ceará no Maracanã e não conseguia levar perigo ao gol de Richard. A primeira chance veio aos 26. Arrascaeta tabelou com Pedro, invadiu a área e bateu rasteiro para grande defesa do goleiro alvinegro.

Flamengo perdeu para o Ceará no Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Flamengo perdeu para o Ceará no Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Aos 38, Gerson fez boa jogada individual dentro da área e tocou para Arrascaeta, que bateu torto. No contra ataque, o Ceará quase ampliou. Vina recebeu em velocidade e bateu rasteiro na rede pelo lado de fora. Esse foi o último lance de perigo do primeiro tempo.

PRESSÃO RUBRONEGRA
Mesmo precisando da vitória, Rogério Ceni insistiu em manter Gabigol no banco de reservas e voltou do intervalo apenas com Diego no lugar de Gustavo Henrique. Com isso, Willian Arão foi recuado para a zaga. O Flamengo iniciou o segundo tempo encurralando o Ceará.

Apesar de ter mais posse de bola, o time rubronegro não conseguia criar muitos lances de perigo. Aos 14, no contra ataque, Cleber bateu rasteiro nas mãos de César. Na melhor oportunidade até então, Pedro recebeu na cara de Richard e mandou por cima.

Aos 23, Arrascaeta ajeitou e Pedro cabeceou para linda defesa do goleiro alvinegro. Precisando da vitória, Rogério Ceni finalmente colocou Gabigol no lugar de Everton Ribeiro, que teve mais uma atuação apagada desde que voltou da Seleção Brasileira.

Gabigol entrou no decorrer do jogo, mas pouco fez (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Gabigol entrou no decorrer do jogo, mas pouco fez (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
NERVOSISMO
Filipe Luis recebeu de Diego e deixou Pedro na cara do gol, mas o atacante mais uma vez perdeu grande oportunidade ao bater para fora. Por reclamação com a arbitragem, o técnico do Ceará, Guto Ferreira, foi expulso aos 39 minutos.

No minuto seguinte, Arrascaeta cobrou falta, a bola desviou na barreira e passou raspando o travessão. A pá de cal foi jogada aos 45 minutos. No contra ataque, Kelvyn bateu rasteiro e César aceitou. O Flamengo ainda quase marcou o gol de honra com Gabigol.

PRÓXIMOS JOGOS
O Flamengo volta a campo só no próximo dia 18, contra o Goiás, às 20 horas, no Hailé Pinheiro, em Goiânia. No domingo, o Ceará recebe o Red Bull Bragantino, às 20h30, na Arena Castelão, em Fortaleza. Os jogos são válidos pela 30ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
29ª rodada
Data
10/01/2021
Horário
16h00
Local
Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes
Bruno Boschilia (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

Cartões Amarelos
Flamengo-RJ: Gustavo Henrique, Gerson, Diego
Ceará-CE: Richard

Gols
Ceará-CE: Vina 13' 1T, Kelvyn 45' 2T
Flamengo-RJ
César;
Isla (Vitinho), Rodrigo Caio, Gustavo Henrique (Diego Ribas) e Filipe Luís (Renê);
William Arão, Gerson, Éverton Ribeiro (Gabriel Barbosa) e Arrascaeta;
Bruno Henrique e Pedro (Rodrigo Muniz).
Técnico: Rogério Ceni.
Ceará-CE
Richard;
Eduardo, Tiago (Klaus), Luiz Otávio e Bruno Pacheco;
Fabinho (William Oliveira), Fernando Sobral e Lima (Charles);
Léo Chú (Saulo Mineiro), Vina e Cléber (Kelvyn).
Técnico: Guto Ferreira.