Botafogo x Ceará - Sem treinador, Fogão tenta seguir fora da degola

O Vozão tem a chance de afundar o rival, além de se aproximar das primeiras posições

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) - Botafogo e Ceará se enfrentam neste sábado, às 17h, no estádio Nilton Santos, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro em momentos distintos. O clube carioca vem em má fase e segue louco atrás de treinador, enquanto que o Vozão vive um bom momento e quer melhorar ainda mais para ganhar posições na tabela de classificação e, quem sabe, brigar por algo a mais.

O Botafogo é o 16º colocado, com 19 pontos, um a mais do que o Vasco da Gama, primeiro dentro da zona de rebaixamento. O Fogão vem de um empate por 0 a 0 com o Goiás, sem contar no meio da semana, quando perdeu para o Cuiabá, por 1 a 0, pela Copa do Brasil.

Décimo colocado, com 22 pontos, o Ceará derrotou o Coritiba, por 2 a 1, na rodada passada. O clube alvinegro ainda arrancou um empate sem gols diante do Santos, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil.

INDEFINIÇÕES NO FOGÃO?
Ainda sem definir o nome do seu novo treinador, ainda mais após a recusa de Alexandre Gallo, o Botafogo será comandado pelo preparador de goleiros Flávio Tenius. A expectativa é que ele não faça muitas alterações na equipe que vinha sendo dirigida por Bruno Lazanori, que optou por deixar o clube.

Botafogo e Ceará se enfrentam no sábado
Botafogo e Ceará se enfrentam no sábado
O treinador não poderá contar com o lateral Guilherme Santos, suspenso, além do goleiro Gatito Fernandes. Kevin seguirá pelo lado de campo, enquanto Diego Cavalieri terá mais uma chance como titular do Botafogo.

A pressão é grande em cima do Botafogo. Montenegro deu entrevista coletiva durante a semana afirmando que o clube está falido, enquanto isso os torcedores picharam as sedes do Nilton Santos pela má fase do time na competição.

COMO VEM O VOZÃO?
O técnico Guto Ferreira tem novos problemas para escalar o Ceará. O treinador adiou a estreia de Felipe Vizeu, ex-Grêmio e Flamengo. A expectativa é ter o jogador bem fisicamente para o duelo de volta da Copa do Brasil, frente ao Santos.

Além do atacante, ficaram de fora do duelo: o lateral-esquerdo Alyson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o lateral-direito Samuel Xavier, se recuperando de dores musculares. Por outro lado, Guto Ferreira poderá contar com o retorno de Cléber, que ficou de fora da Copa do Brasil por ter disputado o torneio por outra equipe.

Cléber, inclusive, treinou entre os titulares ao lado de Léo Chú, deixando o veterano Rafael Sóbis como opção no banco de reserva. Na direita, Eduardo seguirá entre os 11, enquanto Bruno Pacheco foi escalado no lado inverso. As esperanças seguem em cima de Vinícius e Fernando Sobral.

"No Campeonato Brasileiro, não tem jogo fácil. Independente do momento em que se encontra o adversário, todos os clubes entram em campo pensando em sair com a vitória. O Botafogo está passando por um momento difícil, mas pode ter certeza que eles virão para o jogo com vontade de vencer e motivados para sair dessa situação. Temos de entrar em campo esperando o melhor Botafogo porque vai ser um jogo difícil", disse Fabinho.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
19ª rodada
Data
31/10/2020
Horário
17h00
Local
Nilton Santos - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Diego Pombo Lopez (BA)

Assistentes
Bruno Boschilia (PR) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

Cartões Amarelos
Botafogo-RJ: Marcelo Benevenuto, Honda, Bruno Nazário
Ceará-CE: Fabinho, Wescley, Leandro Carvalho, Tiago

Cartões Vermelhos
Botafogo-RJ: Iván Angulo
Ceará-CE: Luiz Otávio
Gols
Botafogo-RJ: Honda 15' 1T, Matheus Babi 25' 1T
Ceará-CE: Cléber 22' 1T, Leandro Carvalho 5' 2T
Botafogo-RJ
Diego Cavalieri;
Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis;
Caio Alexandre (Pedro Raul), Honda (José Welison), Bruno Nazário e Lecaros (Kelvin);
Matheus Babi e Warley (Iván Angulo)
Técnico: Flavio Tenius (preparador de goleiros)
Ceará-CE
Fernando Prass;
Eduardo, Tiago, Luiz Otávio e Bruno Pacheco;
Fabinho (Fernando Sobral), Charles, Vinícius (Wescley) e Lima (Leandro Carvalho/Eduardo Brock),
Léo Chu (Rick) e Cléber
Técnico: Guto Ferreira