TST derruba liminar e confirma jogo entre Palmeiras e Flamengo

O resultado acabou agradando o Mengão, que poderia levar W.O. na Libertadores

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 27 (AFI) - O Tribunal Superior do Trabalho acatou o pedido da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e derrubou a liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), emitido há alguns minutos, que adiou o duelo entre Palmeiras e Flamengo na tarde deste domingo, às 16h, no Allianz Parque, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Como a decisão é em última instância, a partida irá acontecer neste domingo. Antes, o TRT havia estipulado uma punição no valor de R$ 10 milhões caso o jogo fosse realmente acontecer, o que também foi derrubado.

VAI ROLAR!
Até minutos antes da última decisão do TRT, o Flamengo pedia o adiamento da partida. No entanto, ao receber o comunicado de que teria que entrar em quarentena por 15 dias, ficando sem treinar ou sequer viajar, com punição de R$ 1 milhões por dia infligido, entrou no ônibus e partiu em direção ao Allianz Parque.

Palmeiras e Flamengo vai rolar neste domingo
Palmeiras e Flamengo vai rolar neste domingo
Com ambas as equipes no estádio, às 15h55, o TST conseguiu derrubar a liminar e autorizar a partida deste domingo. Vale lembrar que presidentes de vários outros clubes da Série A usaram as redes sociais pedindo punição ao Flamengo caso o mesmo não entrasse na partida. Andrés Sanches e Sette Câmara eram os mais exaltados.

Confira o despacho do ministro vice-presidente do TST, Vieira de Mello Filho:

Outrossim, tendo em vista que participarão do jogo em comento apenas os atletas negativados para Covid-19, defiro a liminar requerida para que seja determinada a cassação da tutela de urgência que suspendeu a realização de partida de futebol profissional designada para o dia 29/09/2020 entre o Clube de Regatas do Flamengo e a Sociedade Esportiva Palmeiras, em São Paulo.

Por fim, na forma do art. 55 3º, do CPC/2015 e tendo em vista a identidade de matéria e a preservação do resultado útil, os efeitos da presente decisão alcançam o decisum liminar proferido no processo nº 100784-80.2020.5.01.0081, em trâmite n 8ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.