Venda milionária de atacante pode gerar atrito entre Palmeiras e Ceará

Com o gol marcado no último fim de semana, Arthur Cabral será comprado obrigatoriamente pelo Basel, da Suíça

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 22 (AFI) - Com o gol marcado no último fim de semana, Arthur Cabral será comprado obrigatoriamente pelo Basel, da Suíça. Os beneficiados são Palmeiras e Ceará, que detêm 50% dos direitos econômicos, cada. Mas a negociação pode ter atritos.

Arthur será vendido por 4,5 milhões de euros (R$ 26,5 milhões), sendo metade para cada clube - da metade do Ceará, será preciso descontar parte dos empresários. Na negociação, o Palmeiras ainda afirmou que terá 30% de uma venda futura, do valor que ultrapassar 4,5 milhões de euros. Exemplo: se Arthur for vendido por 5,5 milhões de euros, terá 30% sobre 1 milhão de euros.

Além disso, o clube paulista quer aumentar o seu lucro já nesta venda, repassando menos da metade ao Ceará.

O presidente do clube alvinegro já afirmou que não abrirá mão de qualquer quantia envolvendo o jogador.

Também disse que qualquer venda futura, o Ceará terá a mesma quantia do que o Palmeiras. Ou seja, aqueles 30% do valor excedente, mencionado acima, serão divididos meio a meio.

CARREIRA

Formado na base do Ceará, Arthur Cabral subiu ao profissional em 2017 e fez 22 jogos e cinco gols. Se destacou mesmo no ano seguinte, com 55 jogos e 24 gols. Nestes dois anos, foi bicampeão estadual.

Foi comprado pelo Palmeiras por R$ 5,5 milhões (50% dos direitos), mas fez apenas cinco jogos e um gol. Emprestado ao Base, chegou a 26 jogos e 12 gols.