Clubes paulistas são contra a volta do Brasileirão em agosto. Entenda!

Sobreposição de datas e diferença técnica são os principais argumentos de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 26 (AFI) - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pode ter conversado com os clubes e revelado que pretende iniciar o Campeonato Brasileiro da Série A em 9 de agosto, mas os paulistas são contra a data. O quarteto - Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo - se sente prejudicado.

Sem poder treinar por conta das restrições de João Dória, Governador de São Paulo, os quatro chamados grandes paulistas ainda não sabem quando retomarão o Paulistão. E é aí que vem a primeira complicação.

Com a demora para o retorno do Paulistão, o mata-mata do Estadual irá gerar conflito de datas com o início do Brasileirão. Os treinos em São Paulo só voltarão em julho. Os clubes deverão treinar por 20, 25 dias. Ou seja, o Paulistão voltaria em agosto.

Vem confusão por aí. (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)
Vem confusão por aí. (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)
MARATONA!

Faltam duas rodadas na Primeira Fase, além das quartas de final, semifinal e final. E a demora para voltar a treinar é outro motivo para Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo serem contra a volta do Brasileirão no início de agosto.

Muitos clubes do Brasileirão já voltaram a treinar. O Flamengo, aliás, já até entrou em campo pelo Cariocão. Para o quarteto paulista, os clubes do estado ficarão para trás em relação aos rivais que teriam vantagem para largar bem no Nacional.

E com a volta do Brasileirão, o calendário vai ser apertado com um jogo atrás do outro. Os jogadores precisarão estar em plena forma para aguentar reta final de Estadual, Copa do Brasil, Libertadores, Sul-americana, além das Datas FIFA.