Clubes do Brasileirão recorrem ao BNDES para não se afundarem em dívidas

A tentativa é viabilizar uma ação para aliviar a situação das equipes durante o coronavírus

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) - A pandemia causada pelo novo coronavírus resultou em crise no futebol brasileiro. Clubes da própria Série A estão se afunilando em dívidas e cortando salários de muitos de seus jogadores. Isso sem contar os funcionários, muitos demitidos durante a paralisação do esporte.

Sem te muito por onde correr, os clubes começar a vê com bons olhos uma sugestão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No início da pandemia, a entidade vê a necessidade de pedir ao governo federal uma linha de crédito no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Confederação Brasileira de Futebol
Confederação Brasileira de Futebol
A ideia ainda não foi repassado ao governo, mas já não é vista com bons olhos pelas instituições financeiras privadas, haja vista que muitos clubes são conhecidos por suas altas dívidas, acumuladas ao longo dos anos e nunca quitadas.

Os dirigentes dos clubes consideram a crise como 'gravíssima' e estão preocupados com o futuro do futebol brasileiro. A tentativa é disponibilizar algo semelhante à linha de crédito dos artitas. Nesse plano, acontecem empréstimo de R$ 200 a R$ 20 mil, feitos pelo Banco do Povo, com taxa de 0,35% ao mês, com prazo de pagamento de 36 meses.

OUTRA INICIATIVA
Existe ainda um debate sobre a criação de uma Comissão Nacional de Clubes com o intuito de fazer reivindicações para o governo federal e até mesmo para a Confederação Brasileira de Futebol sobre diversos temas.