Com nervos à flor da pele, Palmeiras busca 'carimbar faixa' do Flamengo

No primeiro turno, ainda sob o comando de Felipão, o Palmeiras perdeu por 3 a 0

por Agência Estado

São Paulo, SP, 01 (AFI) - Um jogo com o Campeonato Brasileiro já decidido tem a expectativa de ser um dos mais tensos e carregados de rivalidade. Mesmo com o título assegurado, o Flamengo visita neste domingo o Palmeiras, às 16 horas, no Allianz Parque, em uma partida marcada pela polêmica adoção da torcida única e pelas frequentes provocações entre os dois clubes.

A rixa cada vez mais acirrada entre as duas equipes extrapolou o âmbito de torcidas, jogadores e dirigentes para se tornar um problema de segurança pública em São Paulo. Depois de a Polícia Militar detectar o risco de brigas de organizadas e emboscadas a ônibus, o Ministério Público de São Paulo recomendou que o jogo seja disputado sem a presença de torcida visitante.

A CBF acatou o pedido e irritou profundamente o Flamengo. Em nota oficial, a diretoria do time carioca defendeu que a partida seja disputada com os portões fechados. "A não permissão da convivência de rubro-negros e alviverdes decreta a falência da segurança pública e a morte da cultura de arquibancada do futebol brasileiro", diz o texto. O Palmeiras não se manifestou.

A tensão entre os clubes começou a se intensificar em 2016. Naquele ano, os dois foram concorrentes diretos ao título brasileiro e tiveram encontros tumultuados. O jogo com mando de campo do Flamengo foi em Brasília e teve briga de torcidas. A temporada marcou ainda as piadas sobre o "cheirinho", expressão utilizada pelos rubro-negros para expressar o otimismo pelo título.

A animosidade aumentou em 2017, quando seis jogadores foram expulsos em partidas no Allianz Parque. No ano passado, o Palmeiras garantiu o título nacional ao bater o Vasco, no Rio. No retorno para São Paulo os jogadores passaram em frente à loja oficial do Flamengo no Aeroporto Santos Dumont e gravaram vídeo para tirar sarro.

REVANCHE
A relevância do encontro com o Flamengo fez o técnico do Palmeiras, Mano Menezes, poupar alguns titulares na partida de quinta-feira, contra o Fluminense. A equipe alviverde luta para terminar na segunda posição da tabela e trava disputa direta com o Santos. Mas a motivação vai além. O jogo serve para "carimbar a faixa" do rival.

No primeiro turno o encontro entre os dois terminou 3 a 0 para o Flamengo, no Maracanã. O resultado causou no dia seguinte a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari.

"É importante ressaltar que as duas equipes pouparam, os dois têm preocupação pelo jogo de domingo. O Flamengo também tem. Se não tivesse, não pouparia (contra o Ceará)", avaliou. Caso não perca para o Palmeiras, o Flamengo vai acumular 23 jogos de invencibilidade no Brasileiro e igualar o recorde obtido pelo time alviverde no ano passado.

O Palmeiras tem usado as rodadas finais do Brasileiro para avaliar possíveis mudanças no elenco para 2020. Nos últimos dias, a diretoria já sinalizou o plano de promover garotos da base e deve negociar o volante Thiago Santos ao FC Dallas, dos Estados Unidos. A negociação deve ser a primeira de um pacote de novidades.