Avaí 1 x 1 Fluminense - Tricolor recua demais e cede empate ao lanterna

A vitória em Florianópolis praticamente garantiria a permanência do Flu na elite

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 01 (AFI) - Em um jogo com final polêmico e um gol sofrido aos 47 minutos do segundo tempo, o Fluminense perdeu a chance de ficar ainda mais próximo da permanência na elite ao empatar com o Avaí, por 1 a 1, na Ressacada, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No finalzinho do segundo tempo, Luccas Claro derrubou Jonathan dentro da área e o árbitro assinalou pênalti, defendido por Marcos Felipe. No entanto, após consulta ao VAR, a cobrança voltou porque o goleiro tricolor havia adiantado. Na segunda tentativa, João Paulo não desperdiçou.

O resultado deixa o Fluminense na 15ª colocação, com 42 pontos, seis a mais que o Cruzeiro. O time mineiro entra em campo na segunda-feira, diante do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. O já rebaixado Avaí chegou ao 16º sem vitória e segue na lanterna, com 19.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

UMA CHANCE, UM GOL
Diante de um adversário já rebaixado, o Fluminense parecia se sentir em casa, já que a torcida tricolor fazia mais barulho na Ressacada. O jogo, porém, era concentrado no meio-campo, até por conta da condição ruim do gramado, que dificultava a troca de passes.

Apesar de precisar mais da vitória do Avaí, o Fluminense não conseguia jogar e dava os primeiros sinais de nervosismo. Nenê, por exemplo, recebeu cartão amarelo por uma falta sem necessidade no meio-campo.

Avaí e Fluminense ficaram no empate em Florianópolis (Lucas Merçon/Fluminense)
Avaí e Fluminense ficaram no empate em Florianópolis (Lucas Merçon/Fluminense)

DEMOROU MUITO

A primeira finalização veio aos 36 minutos e foi mortal. Gilberto fez grande jogada individual e cruzou para Marcos Paulo. Livre de marcação, o atacante cabeceou no contra pé de Vladimir. A bola tocou na trave e entrou.

Na frente, o Fluminense passou a valorizar a posse e o primeiro tempo terminou sem mais nenhum lance de emoção.

BOBEOU, DANÇOU
O Avaí voltou com uma postura mais agressiva do intervalo, pressionando o Fluminense. Os jogadores chegaram a pedir um pênalti não marcado após a bola acertar o braço de Luccas Claro dentro da área, mas o árbitro mandou o lance seguir.

O tricolor carioca errava muitos passes e, de maneira perigosa, chamava o Avaí para cima. Aos 34, Pablo Dyego recebeu passe preciso de Guilherme e, na cara de Vladimir, finalizou rasteiro. A bola tocou na trave e saiu pela linha de fundo.

PÊNALTI BATIDO DUAS VEZES
Aos 41 minutos, Jonathan foi derrubado por Nino dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Marcos Felipe defendeu a cobrança de João Paulo, mas o árbitro mandou voltar depois de consultar o VAR. O goleiro tricolor havia adiantado.

Depois de muita confusão, aos 47, João Paulo deslocou Marcos Felipe e deixou tudo igual. No último lance do jogo, Yuri Lima recebeu na entrada da área e bateu por cima, desperdiçando a chance de dar a vitória ao Fluminense.

PRÓXIMOS JOGOS

O Avaí volta a campo na quinta-feira, contra o campeão Flamengo, às 20 horas, no Maracanã, no Rio de Janeiro, enquanto o Fluminense recebe o Fortaleza na quarta-feira, às 21h30, no também no Maracanã. Os jogos são válidos pela penúltima rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
01/12/2019
Horário
16h00
Local
Ressacada - Florianópolis (SC)
Árbitro
Daniel Nobre Bins (RS)

Renda
R$ 120.175,00
Assistentes
Lúcio Biersdorf Flor (RS) e André da silva Bitencourt (RS)

Público
3.237 total
Cartões Amarelos
Avaí-SC: Léo , Richard Franco, Wesley
Fluminense-RJ: Nenê, Luccas Claro, Guilherme, Marcos Felipe, Allan

Gols
Avaí-SC: João Paulo 47' 2T
Fluminense-RJ: Marcos Paulo 36' 1T
Avaí-SC
Vladimir;
Léo (Gabriel Lima), Kunde, Marquinhos Silva e Ramon Pereira;
Marcinho (Vinícius Araújo), Wesley e Richard Franco;
João Paulo, Jonathan e Caio Paulista (Lourenço).
Técnico: Evando Camilatto
Fluminense-RJ
Marcos Felipe;
Gilberto, Nino, Luccas Claro e Caio Henrique;
Yuri Lima, Allan (Igor Julião), Dodi e Nenê (Guilherme);
Yony González e Marcos Paulo (Pablo Dyego).
Técnico: Marcão