Atlético-MG 2 x 1 Corinthians - Com 'Lei do Ex', Galo encerra jejum e garante permanência

O time mineiro chegou a 45 pontos e garantiu matematicamente vaga na elite; Timão tem posição ameaçada no G8

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 01 (AFI) - Depois de quatro jogos, o Atlético Mineiro voltou a vencer e garantiu matematicamente sua permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, no Independência, superou o Corinthians por 2 a 1 com gols de Cazares e Fábio Santos, pela 36ª e antepenúltima rodada. Janderson marcou o do time paulista, mas virou vilão ao cometer pênalti no segundo tempo.

Autor do gol da vitória, Fábio Santos foi jogador do Corinthians entre 2011 e 2015, tendo conquistado os seguintes campeonatos: Brasileiro (2011), Libertadores (2012), Mundial de Clubes (2012), Paulista (2013) e Recopa (2013).

VEJA OS MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

QUEBRA DE JEJUM

O Atlético-MG encerrou sequência de quatro jogos sem vitórias e chegou a 45 pontos na 12ª colocação - pode cair uma posição caso o Vasco vença o Cruzeiro na segunda-feira (2). Com a vitória, o time mineiro eliminou qualquer chance de rebaixamento.

O Cruzeiro, primeiro dentro do Z4, só pode chegar a 45, mas não alcança o número de vitórias, primeiro critério de desempate.

PERDEU UMA POSIÇÃO
O Corinthians, que iniciou a rodada na sétima colocação, agora está em oitavo com 53 pontos. O posto ainda garante vaga na Copa Libertadores, mas o time paulista precisa ficar atento ao Fortaleza, que venceu na rodada e está em nono com 49 pontos.

Fábio Santos fez gol da vitória de pênalti
Fábio Santos fez gol da vitória de pênalti

O jogo começou muito movimentado e o Corinthians chegou com perigo em duas oportunidades logo nos primeiros minutos, com Clayson e Gustavo.

GALO RESPONDE

O Atlético-MG segurou a pressão e respondeu aos 11 minutos, com Marquinhos finalizando forte para defesa de Cássio. Logo depois, os mandantes tiveram um gol anulado de Réver.

Aos 19, porém, o Atlético marcou e desta vez valeu. Jair toca para Marquinhos, que aciona Cazares. Dentro da área, ele chuta no ângulo, sem chance de defesa. O time mineiro nem teve tempo para comemorar, pois o Corinthians empatou no minuto seguinte. Fagner deixou Gustavo na cara do gol, mas ele chutou em cima do goleiro. No rebote, Janderson chutou de primeiro e também acertou o ângulo.

MAIS CHANCES
A partida continuou agitada e o Atlético criou duas novas chances. Aos 37, Marquinhos finalizou para grande defesa de Cássio, aos 38, Jair mandou no travessão. O Corinthians respondeu aos 46 com Fagner chute cruzado. Janderson pressionou o zagueiro Igor Rabello e a bola foi para o gol, mas ele estava impedido.

O segundo tempo começou mais truncado, com menos chances. No começo, Clayson, para o Corinthians, e Cazares, para o Atlético, finalizaram sem muito perigo. Aos 28 minutos, o autor do gol do Corinthians teve lance infeliz ao perder a bola e cometer pênalti em Cazares.

Na cobrança, Fábio Santos deslocou Cássio e colocou o Atlético novamente à frente. O time mineiro segurou bem o resultado até o apito final.

JOGOS NA QUARTA-FEIRA
Na próxima quarta-feira (4), às 19h30, o Corinthians visitará o Ceará na Arena Castelão. O time paulista encerra a temporada em sua arena, no domingo (8), às 16h, diante do Fluminense.

Os mineiros atuarão nos mesmos dias e horários, encarando o Botafogo no Mineirão e, depois, o Internacional no Beira-Rio.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
01/12/2019
Horário
18h00
Local
Independência - Belo Horizonte (MG)
Árbitro
Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

Renda
R$ 149.295,00
Assistentes
Victor Hugo dos Santos ( PR) e Rafael Trombeta (PR)

Público
18.062 pagantes
Cartões Amarelos
Atlético-MG: Maicon Bolt, Patric, Fábio Santos
Corinthians-SP: Gustavo

Gols
Atlético-MG: Cazares 18' 1T, Fábio Santos 28' 2T
Corinthians-SP: Janderson 19' 1T
Atlético-MG
Cleiton;
Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos;
Zé Welison, Jair (Otero), Luan, Cazares (Ramón Martínez) e Marquinhos;
Di Santo (Leonardo Silva).
Técnico: Vagner Mancini
Corinthians-SP
Cássio;
Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto;
Gabriel, Júnior Urso (Boselli), Janderson (Vagner Love), Pedrinho e Clayson (Mateus Vital);
Gustavo.
Técnico: Dyego Coelho