Após confusão no clássico, Fortaleza e Ceará perdem dois mandos

Os dois clubes ainda vão recorrer e é pouco provável que tenham de cumprir a pena na reta final do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 26 (AFI) - Ceará e Fortaleza foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em razão da confusão protagonizada por torcedores no Clássico Rei realizado no último dia 10 de novembro, pela 32ª rodada do Brasileirão.

Ambos foram punidos com a perde de dois mandos de campo, além de multa de R$ 20 mil, ainda sob possibilidade de recurso.

A partida em questão terminou com vitória por 1 a 0 para o Fortaleza. Na sumulo, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza relatou que “após o término da partida, a torcida do Ceará S. C entrou em confronto contra a torcida adversária e policiamento, arremessando cadeiras e objetos contra ambos”.

Foto: Divulgação / Fortaleza EC
Foto: Divulgação / Fortaleza EC

ATRASO RELATADO
Ainda na súmula foi informado o atraso de dois minutos no reinício da partida pela entrada tardia da equipe do Fortaleza; o atraso do Ceará na entrega da relação de atletas e a paralisação da partida aos 20 minutos para retirada de uma faixa contra o VAR na torcida do Fortaleza.

Apesar da decisão, a tendência é que os clubes não cumpram a perda de mando na reta final do Brasileirão. Isso porque o inciso 3º do artigo 63 do Regulamento Geral do Campeonato Brasileiro de 2019 prevê que a resolução entre em vigor apenas dez dias após a promulgação.