Após briga na CPTM, torcedores podem ser denunciados por associação criminosa

Um são-paulino foi espancado e ninguém foi preso até esse momento

por Agência Estado

São Paulo, SP, 01 - Os torcedores das organizadas Tricolor Independente, do São Paulo, e Mancha Alviverde, do Palmeiras, que se envolveram em confusão na noite da última quarta-feira, após o clássico no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, podem ser denunciados por associação criminosa. Um são-paulino foi espancado.

O delegado titular da Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva, Cesar Antonio Borges Saad, investiga o caso e obteve nesta sexta-feira novas imagens de câmeras de segurança da estação Vila Clarice da CPTM. Nenhum torcedor foi preso até o momento.

"A Polícia Civil está adotando agora uma nova linha de investigação. Além do crime do Estatuto do Torcedor, que é tumulto e incitar violência, agora tem associação criminosa. De imediato, a primeira punição é a proibição de entrar nos estádios", disse Saad, antes de continuar

Torcedores brigaram após o clássico
Torcedores brigaram após o clássico
"Já comunicamos a Federação Paulista de Futebol, mas isso não vem sendo uma medida para acabar com a violência. Quem espera torcedores em uma estação com barras de ferro não pode ser só proibido de entrar nos estádios", disse.

O QUE ACONTECEU
Os são-paulinos realizaram uma emboscada para os palmeirenses na estação da CPTM. No entanto, os palmeirenses estavam em maior número e revidaram. O torcedor do São Paulo Daniel Marki Barreto foi espancado em um posto de gasolina próximo da estação.

Ele recebeu golpes e chutes quando já estava desmaiado. O torcedor teve ferimentos na cabeça e nos braços, mas recebeu alta médica e foi ouvido pela Polícia Civil na quinta-feira.

Na versão dele, os são-paulinos estavam esperando um outro amigo que desembarcaria na estação. Os vídeos das câmeras de segurança, porém, mostram que a intenção era realizar uma emboscada aos palmeirenses.

"Ele é vítima no primeiro momento, mas agora também é um dos autores de todo esse tumulto que foi causado. Foi briga de torcida, com essa rivalidade que tem entre as organizadas", acrescentou Saad.