Corinthians 2 x 2 Athletico-PR - Timão sofre em casa e não se aproxima de rivais

Time corintiano poderia ter enconstado na disputa pela vice-liderança do Campeonato Brasileiro

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 10 (AFI) - Os resultados da rodada ajudaram e o Corinthians dependia apenas de si mesmo para ficar a dois pontos da vice-liderança do Brasileirão, mas não teve forças para cumprir a missão. O time comandado por Fábio Carille recebeu o Athletico-PR na Arena Corinthians, durante noite desta quinta-feira, e não saiu de um empate por 2 a 2, em jogo válido pela 24ª rodada.

A partida foi transmitida pela Rádio Futebol Interior em parceria com a Nova Estação. Todos os detalhes foram narrados por Edson Carlos, com comentários de Rafael Padro e reportagem de Daniel Reis e Fernando Moralez.

VEJA OS GOLS DESTE GRANDE JOGO EM ITAQUERA !

SITUAÇÕES NA TABELA
Com o resultado, o Corinthians chega os aos 43 pontos e continua em quarto lugar.A distância em relação a Santos e Palmeiras, segundo e terceiro colocados, respectivamente, é de quatro pontos.

O São Paulo, quinto colocado e próximo adversário dos corintianos, tem quarenta pontos, três a menos que o rival. O Athletico, por sua vez, segue em nono lugar, agora com 35 pontos.

TIMÃO NA RODA
Apesar de o palco ser a Arena paulistana, o domínio do primeiro tempo foi totalmente do Athletico. Com uma postura bastante ofensiva, o time paranense sufocou os donos da casa, com marcação alta unida a boa movimentação dos homens de frente, forçando o erro dos paulistas. Contrariando a lógica, foi o Corinthians o time a tirar o zero do placar, aos 15 minutos, quando Gil recebeu cruzamento de Clayson e cabeceou bonito para o fundo da rede.

Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

O gol da equipe mandante não mudou o cenário. O Athletico continuou melhor, tomando a iniciativa diante de um Corinthians apático, cheio de dificuldades para trocar passes depois do meio de campo e sem criar chances de gol. O empate saiu aos 23, dos pés de Léo Cittadini, que recebeu de Thonny Anderson, sozinho, e chutou para vencer Cássio.

No mesmo ritmo, os athleticanos conseguiram a virada. Aos 31 minutos, Erick aproveitou falha defesa após cruzamento e marcou o segundo. Pouco antes do intervalo, o Corinhians superou as limitações e deixou tudo igual mais uma vez aos 47 minutos, com Boselli batendo de esquerda após pegar sobra na área.

MELHOROU, MAS NÃO MUITO
O segundo tempo começou com uma leve melhora dos corintianos. Apesar de continuarem sofrendo na defesa, ao menos encontraram alguns espaços no ataque. Vagner Love, por exemplo, perdeu uma grande chance aos 11 minutos, chutando em cima do goleiro Léo. Em resposta imediata, aos 12, Thonny Anderson fez fila e marcaria um golaço se Cássio não salvasse o lado paulista.

Com o passar da tempo, o Athletico diminuiu bastante o ritmo e ficou longe de repetir a intensidade aplicada durante o primeiro tempo. Corinthians acertou a marcação e ficou mais com a bola, muito em razão de uma participação mais frequente de Mateus Vital, que fez algumas boas jogadas. De qualquer maneira, o time da casa ficou devendo muito na criação e falhou na missão de vencer em casa.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo domingo para a disputa de duelos de alto nível, pela 25ª rodada. O Corinthians faz um duelo direto em clássico ccontra o São Paulo, no Morumbi, a partir das 18 horas, enquanto o Athletico recebe o Flamengo na Arena da Baixada, às 16 horas.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
24ª rodada
Data
10/10/2019
Horário
19h15
Local
Arena Corinthians - São Paulo (SP)
Árbitro
Andre Luiz de Freitas Castro (GO)

Renda
R$ 910.020,10
Assistentes
Leone Carvalho Rocha (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Público
22.964 total (22.736 pagantes)
Cartões Amarelos
Corinthians-SP: Danilo Avelar, Fagner
Athletico -PR: Rony

Gols
Corinthians-SP: Gil 15' 1T, Mauro Boselli 44' 1T
Athletico -PR: Léo Cittadini 23' 1T, Erick 31' 1T
Corinthians-SP
Cássio;
Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar;
Ralf, Ramiro (Renê Júnior) e Mateus Vital;
Clayson (Régis), Vagner Love e Boselli (Gustavo).
Técnico: Fábio Carille
Athletico -PR
Léo;
Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo;
Wellington, Erick (Lucho) e Léo Cittadini;
Marcelo Cirino, Rony (Vitinho) e Thonny Anderson (Braian Romero).
Técnico: Tiago Nunes