Botafogo 3 x 1 Goiás - Alberto Valentim chegará sem o jejum de vitórias!

Gabriel, João Paulo e Léo Valência fizeram os gols alvinegros, enquanto Marcelo Beneveuto (contra) anotou para os alviverdes

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 09 (AFI) - O Botafogo encerrou a série negativa de quatro derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro da Série A ao vencer o Goiás, por 3 a 1, nesta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 24ª rodada. O Glorioso foi comandado interinamente por Bruno Lazaroni. O clube espera por Alberto Valentim, técnico que deixará o Avaí e voltará ao Alvinegro.

O triunfo, com gols de Gabriel e João Paulo, fez o Botafogo respirar e abrir vantagem para a zona de rebaixamento. Agora, os cariocas estão no 12º lugar com 30 pontos, sete a mais do que a degola. O Goiás, por sua vez, perdeu a chance de encostar mais no G6. O Esmeraldino, que sofreu os primeiros gols e a primeira derrota no returno, parou nos 33 pontos, na 10ª posição.

VEJA MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

PRIMEIRO GOL!
Botafogo e Goiás abriram o 1º tempo com dez chutes a gol em 25 minutos - dois dos cariocas e oito dos goianos. Os arremates, no entanto, pouco assustaram e isso quando chegaram ao gol. Tanto é verdade que a primeira grande oportunidade da partida apareceu apenas aos 30 minutos.

Botafogo voltou a vencer após cinco jogos. (Foto: Vitor Silva / BFR)
Botafogo voltou a vencer após cinco jogos. (Foto: Vitor Silva / BFR)

Diego Souza tocou na medida para Gustavo Bochecha que ajeitou e mandou um petardo, mas Tadeu voou e fez grande defesa. No minuto seguinte, no entanto, não deu para o goleiro alviverde. João Paulo cobrou escanteio na primeira trave. Marcelo Benevenuto desviou e Gabriel fez seu primeiro gol com a camisa do Botafogo.

O Glorioso se animou e quase ampliou. Fernando, aos 39 minutos, quase ampliou ao acertar o travessão do Goiás. Cícero, aos 41, minutos, chegou a estufar o barbante, mas o árbitro anulou o gol com o auxílio do VAR. E o 1º terminou com vitória mínima do Fogão.

INSISTÊNCIA!
O Botafogo voltou animado para o 2º tempo. Logo aos 3 minutos, João Paulo, sempre ele, batei escanteio para Diego Souza que cabeceou firme, mas Tadeu espalmou e evitou o segundo tento alvinegro.

Aos 11 minutos, o Goiás chegou a empatar com Michael, mas o árbitro Rodrigo D'alonso Ferreira, após 5 minutos de consulta no VAR, anulou o tento alegando mão de Marlone no início da jogada.

Botafogo vinha de quatro derrotas seguidas. (Foto: Vitor Silva / BFR)
Botafogo vinha de quatro derrotas seguidas. (Foto: Vitor Silva / BFR)

MAIS UM GOL
Se o Goiás não conseguiu o empate, o Botafogo ampliou. João Paulo, melhor em campo, ampliou para a Estrela Solitária aos 19 minutos. Gustavo Bochecha bateu firme, Tadeu espalmou e João Paulo fez de cabeça.

O Goiás tentou diminuir aos 30 minutos, quando Michael bateu no ângulo, mas Diego Cavalieri se esticou todo e evitou o tento esmeraldino.

No minuto seguinte não teve jeito. Michael, sempre ele, finalizou firme, Diego Cavalieri espalmou, mas a bola pegou em Marcelo Benevenuto que fez gol contra.

A festa goiana, porém, durou pouco. Léo Valência ampliou para os mandantes aos 35 minutos. Ele recebeu de Pimpão e estufou as redes para dar números finais ao jogo.

PRÓXIMOS JOGOS
O Botafogo voltará a campo no sábado, às 21 horas, quando enfrentará o atual campeão Palmeiras no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 25ª rodada. No mesmo dia, mas às 17 horas, o Goiás receberá o CSA no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
24ª rodada
Data
09/10/2019
Horário
19h15
Local
Engenhão - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Rodrigo D'alonso Ferreira - SC

Renda
R$ 82.308,00
Assistentes
Helton Nunes - SC e Éder Alexandre - SC

Público
4.898 pagantes / 5.574 total
Cartões Amarelos
Botafogo-RJ: Cícero, Marcelo Benevenuto, Diego Souza
Goiás-GO: Michael, Léo Sena, Rafael Moura

Gols
Botafogo-RJ: Gabriel 31' 1T, João Paulo 19' 2T, Leo Valencia 35' 2T
Goiás-GO: Marcelo Benevenuto 31' 2T (contra)
Botafogo-RJ
Diego Cavalieri;
Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Yuri (Lucas Barros);
Cícero (Alan Santos), Gustavo Bochecha, João Paulo e Diego Souza;
Rodrigo Pimpão e Luiz Fernando (Léo Valência).
Técnico: Bruno Lazaroni (interino)
Goiás-GO
Tadeu;
Yago Rocha (Marlone), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson;
Gilberto (Rafinha), Yago Felipe e Léo Sena e Michael;
Rafael Moura e Leandro Barcia (Kaio).
Técnico: Ney Franco