Bahia 1 x 2 Athletico-PR - Furacão tira Tricolor do G6!

Mais de 38 mil torcedores foram até a Arena Fonte Nova na noite deste sábado

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 05 (AFI) - Em uma partida cheia de alternativas e com emoção até o último minuto, o Bahia perdeu a chance de seguir na zona de classificação para a Copa Libertadores ao ser derrotado pelo Athletico-PR, por 2 a 1, na Arena Fonte Nova, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Bahia, que vinha de duas vitórias seguidas, caiu para a sétima colocação, com 37 pontos, e viu o Athletico-PR encostar. Invicto há quatro rodadas, o atual campeão da Copa do Brasil chegou aos 34 e está em nono lugar.

VEJA MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

FALTOU O GOL
O jogo começou em um ritmo alucinante na Arena Fonte Nova. Logo aos seis minutos, o técnico Tiago Nunes precisou colocar Thonny Anderson no lugar de Nikão, que sentiu o joelho após dividida com Gregore. Na sequência, Gilberto invadiu a área, mas tropeçou na hora de finalizar.

A resposta do Athletico-PR veio em chute forte de Lucho González. A bola passou raspando a trave. Aos 25, Gilberto caiu pedindo pênalti, mas o árbitro mandou o lance seguir. No lance seguinte, Thonny Anderson aproveitou cruzamento e cabeceou nas mãos de Douglas Friederich.

Na melhor oportunidade até então, Gilberto cabeceou e viu a bola explodir na trave de Santos. Aos 35, Elber fez fila na defesa rubro-negra e cruzou para o artilheiro tricolor finalizar por cima. O Bahia ia criando uma chance atrás da outra, mas não conseguia marcar o gol.

Athletico-PR calou mais de 38 mil pessoas ao ganhar do Bahia em Salvador (Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial)
Athletico-PR calou mais de 38 mil pessoas ao ganhar do Bahia em Salvador (Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial)

TRICOLOR CASTIGADO
Os dois times voltaram do intervalo sem mudanças. Mas a segunda etapa começou de forma lenta, com o Athletico-PR cadenciando o jogo e o Bahia não conseguindo sair em velocidade. Aos dez, Gilberto recebeu dentro da área e mais uma vez acertou a trave.

O CASTIGO
Dois minutos depois, veio o castigo para o Bahia. Márcio Azevedo cobrou escanteio, Thonny Anderson desviou e Marcelo Cirino cabeceou. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Os donos da casa quase empataram em falta cobrada por Lucca. No rebote, Nino Paraíba, em impedimento, mandou na trave.

HAJA CORAÇÃO
No contra-ataque, o Athletico-PR ampliou aos 19. Thonny Anderson escapou pela esquerda e cruzou para dentro da área. Léo Cittadini se antecipou a marcação e só tirou de Douglas Friederich. A partida pegou fogo aos 30 minutos, quando Fernandão recebeu cruzamento de Nino Paraíba e diminuiu de cabeça.

Léo Cittadino só não jogou um balde de água fria na sequência porque Douglas Friederich espalmou seu chute com as pontas dos dedos. Depois foi a vez do goleiro evitar o gol de Rony. Nos minutos finais, o Bahia foi com tudo em busca do empate, mas o Athletico-PR soube valorizar a posse da bola.

PRÓXIMOS JOGOS
O Bahia volta a campo na quarta-feira, contra o São Paulo, às 21 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Na quinta-feira, o Athletico-PR enfrenta o Corinthians, às 19h15, na Arena Corinthians, em São Paulo. Os jogos são válidos pela 24ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
23ª rodada
Data
05/10/2019
Horário
19h00
Local
Arena Fonte Nova - Salvador (BA)
Árbitro
Raphael Claus - SP

Renda
R$ 739.395,00
Assistentes
Neuza Ines Back - SP e Anderson José de Moraes Coelho - SP

Público
38.096 pagantes
Cartões Amarelos
Bahia-BA: Guerra
Athletico -PR: Bruno Guimarães, Madson, Adriano

Gols
Bahia-BA: Fernandão 30' 2T
Athletico -PR: Marcelo Cirino 12' 2T, Léo Cittadini 19' 2T
Bahia-BA
Douglas;
Nino, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés;
Gregore, Flávio (Fernandão) e Guerra (Lucca);
Élber, Artur (Arthur Caíke) e Gilberto.
Técnico: Roger Machado
Athletico -PR
Santos;
Madson, Thiago Heleno (Adriano), Léo Pereira e Márcio Azevedo;
Lucho González (Erick), Bruno Guimarães e Léo Cittadini;
Nikão (Thonny Anderson), Rony e Marcelo Cirino.
Técnico: Tiago Nunes