Atletas cadeirantes se tornam gandulas para incentivar debate sobre inclusão

Ação acontece neste domingo, em jogo São Paulo x Avaí; objetivo é provar que não há espaço para o preconceito

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 20 - O papel do gandula é fundamental em uma partida de futebol.

E para mostrar que essa tarefa pode ser exercida por todos, durante o jogo de hoje à tarde (16h - horário de Brasília), entre São Paulo e Avaí, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, os gandulas serão substituídos por 10 atletas paralímpicos.

Todos com preparo físico, destreza e muita agilidade.

AÇÃO

A ação “Gandulas Cadeirantes” da MRV, criada pela agência DAVID, é inédita e tem o objetivo de chamar a atenção do público para o fato de que a única barreira a ser rompida é a do preconceito. Os atletas cadeirantes (7) e os com próteses (3) vão atuar lado a lado como gandulas da partida.

“A ação ‘Gandulas Cadeirantes’ mostra a preocupação e a atenção que o São Paulo Futebol Clube tem com os temas acessibilidade e inclusão. O clube acredita que atitudes como essa significam a oportunidade de trazer a integração total do indivíduo e a quebra de barreiras por meio do esporte”, afirma João Fernando Rossi, diretor executivo de marketing do São Paulo.

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE

Futebol traz gandulas cadeirantes pela primeira vez
Futebol traz gandulas cadeirantes pela primeira vez

“A inclusão e a acessibilidade são fundamentais. A locomoção é um direito de todos e acreditamos que juntos podemos fazer com que mais espaços sejam acessíveis”, explica Rodrigo Resende, diretor de marketing e novos negócios da MRV.

BENEFÍCIOS SOCIAIS

Os gandulas da partida foram selecionados por meio de entidades que apoiam atletas cadeirantes, como a Associação Desportiva para Deficientes (ADD), presidida e fundada por Eliane Miada. “A campanha tem diversos benefícios sociais. Mas eu diria que um dos principais é motivar. Mostrando especialmente para aquela pessoa com deficiência, que está há pouco ou há muito tempo nessa condição, que ela também pode”, explica Eliane.

VISIBILIDADE

“É um orgulho imenso levar essa iniciativa para um palco com tanta visibilidade quanto o de um jogo de futebol, incentivando um importante debate sobre inclusão e acessibilidade”, diz Rafael Donato, VP de criação da DAVID.

Na manhã de hoje os atletas já estavam no estádio se preparando para a partida de logo mais.