Chapecoense 1 x 0 São Paulo - Verdão vence em casa e segue na Série A

Leandro Pereira marcou de cabeça aos 22 minutos do segundo tempo e confirma a permanência

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 02 (AFI) - Com gol de Leandro Pereira aos 22 minutos do segundo tempo, a Chapecoense venceu o São Paulo por 1 a 0 e confirmou a permanência na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O resultado na Arena Condá fechou a 38ª com uma temporada de altos e baixos para o clube catarinense.

Do lado paulista, o time de André Jardine mais uma vez decepcionou a sua torcida e, depois de ser líder do primeiro turno, fechou o ano apenas na quinta posição.

O São Paulo fecha o campeonato com apenas 63 pontos, sem vencer há três jogos, com duas derrotas e um empate, classificado apenas para a pré-Libertadores de 2019. Já a Chapecoense chega a 44 pontos e comemora a permanência.

LÁ E CÁ

A Chapecoense começou eletrizante dentro de casa. Com quatro minutos, Eduardo cruzou rasteiro para Wellington Paulista, mas o atacante trombou com Arboleda e caiu pedindo pênalti. O árbitro, próximo ao lado, mandou o jogo seguir. Depois, com oito, Leandro Pereira encontrou espaço em meio a marcação e bateu rasteiro, mas a bola saiu pelo lado esquerdo do gol de Jean. A pressão catarinense surtia efeito contra um São Paulo inofensivo.

Demorou 19 minutos para que o time paulista finalmente assustasse o adversário. Helinho encontrou um belo passe para Everton na esquerda. O atacante cruzou rasteiro para Nenê, mas o meia errou o domínio e o chute ainda saiu fraco, nas mãos de Jandrei.

CHANCE PERDIDA
Poucos tempo depois, com 24, Diego Souza aproveitou um cruzamento pelo alto e ajeitou de cabeça para o camisa 10. Praticamente na linha da pequena área, sem marcação, ele jogou para a linha de fundo.

Os dois erros consecutivos de Nenê coroaram o mau momento do meia, que recentemente perdeu um pênalti no empate por 0 a 0 com o Sport na última segunda-feira. Com ânimos a flor da pele, o goleiro Jean saiu com liberdade para encaixar uma bola no meio da grande área, mas na queda trombou com Wellington Paulista e ficou pedindo falta.

O jogador se destemperou, reclamou com a equipe de arbitragem e recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo, aos 36.

PRESSÃO

Com 39, em cobrança de escanteio, a Chapecoense fico muito perto de marcar. Leandro Pereira escorou de cabeça e Wellington Paulista testou firme, mas a bola explodiu na trave. No rebote, a marcação jogou para fora de novo.

GOL NO RIO
Nesse momento chegou a informação no banco de reservas: o Fluminense abriu o placar contra o América-MG no Maracanã, enquanto Sport e Santos seguia 0 a 0 em Recife. Com os resultados, o time de Claudinei Oliveira fechou o primeiro tempo fora do Z4.

O segundo tempo começo bem mais morno do que o primeiro. André Jardine pediu para o São Paulo voltar mais ofensivo do intervalo, mas o clube parecia desorganizado, sem saber como atuar do meio de campo para frente.

Já a Chapecoense, ciente dos demais resultados na rodada, entrou para segurar o empate, com uma proposta muito mais defensiva e de jogar apenas no contra-ataque ou em bolas alçadas para a grande área.

DEU CERTO

Diante de um São Paulo inoperante e desorganizado, a estratégia a Chapecoense deu certo aos 22 minutos. Canteros recebeu pela direita com muita liberdade e cruzou na medida para o meio da grande área.

Wellington Paulista, mesmo impedido, puxou a marcação e deixou Leandro Pereira em condições de testar firme para o fundo das redes, abrindo o placar na Arena Condá. Com a vitória parcial, o time de Claudinei Oliveira permanece na primeira divisão.

Em Recife chegou a informação para o técnico Claudinei Oliveira que o Sport abriu o placar contra o Santos, por 1 a 0. O gol de Rogério aumentou a pressão pra cima da Chapecoense, que com o empate poderia ser rebaixado. Com isso, os jogadores passaram a valorizar a posse de bola, esperando o apito final do árbitro.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
38ª rodada
Data
02/12/2018
Horário
17h00
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Wilton Pereira Sampaio-GO

Renda
R$ 331.630,00
Assistentes
Fabricio Vilarinho da Silva-GO e Bruno Raphael Pires-GO

Público
19.992 torcedores
Cartões Amarelos
São Paulo-SP: Jean, Arboleda, Éverton

Gols
Chapecoense-SC: Leandro Pereira 22' 2T
Chapecoense-SC
Jandrei;
Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco;
Amaral, Márcio Araújo, Canteros (Elicarlos) e Diego Torres (Bruno Silva);
Wellington Paulista e Leandro Pereira (Osman).
Técnico: Claudinei Oliveira.
São Paulo-SP
Jean;
Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Edimar (Shaylon);
Hudson, Liziero e Nenê (Igor Gomes);
Helinho, Diego Souza (Brenner) e Everton.
Técnico: André Jardine.
 
 
" />