América-MG 1 x 2 Cruzeiro - Raposa empurra Coelho para zona de rebaixamento

Sem maiores pretensões no campeonato, o time celeste segue subindo na tabela

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 04 (AFI) - O técnico Mano Menezes havia deixado claro que o Cruzeiro não ia tirar o pé no Campeonato Brasileiro após o título da Copa do Brasil. E isso está acontecendo. Com força máxima, o time celeste venceu o América-MG, por 2 a 1, em clássico realizado na Arena Independência, pela 32ª rodada.

Essa foi a segunda vitória seguida do Cruzeiro, que chegou aos 46 pontos e segue na zona intermediária da tabela, em oitavo lugar. Por outro lado, o América-MG segue em queda livre.

Sem vencer há nove jogos, o time comandado por Adilson Batista estacionou nos 34 e entrou na zona de rebaixamento, em 17º lugar, por conta do empate entre Vitória e Paraná, em Curitiba.

GOLAÇO COLOCA RAPOSA NA FRENTE
O América-MG começou a partida com mais posse de bola, mas o Cruzeiro foi quem criou o primeiro lance de perigo. Aos sete, Arrascaeta cobrou falta, Henrique desviou de cabeça na primeira trave e Barcos apareceu livre dentro da pequena área. O cabeceio do atacante saiu torto pela linha de fundo.

Arrascaeta chuta para marcar um golaço e abrir o placar na Arena Independência
Arrascaeta chuta para marcar um golaço e abrir o placar na Arena Independência

Aos 17, o Cruzeiro abriu o placar com um golaço de Arrascaeta. O meia recebeu de Henrique, passou fácil por Matheus Ferraz e bateu no ângulo de João Ricardo. Na sequência, o América-MG respondeu em cruzamento de Ruy. Fábio espalmou para dentro da área e a zaga afastou.

O empate quase veio em cabeçada de Luan, mas o goleiro cruzeirense se esticou todo e espalmou para escanteio. Na frente do placar, o time celeste recuou e chamou o América-MG. De fora da área, Luan levou perigo em finalização rasteira.

No contra-ataque, o Cruzeiro quase ampliou. Barcos ajeitou para Thiago Neves, que tirou do marcador e chutou forte. João Ricardo desviou pela linha de fundo. Aos 45, Aderlan arriscou de fora da área e Fábio segurou sem dar rebote.

PRESSÃO DO COELHO
O Cruzeiro precisou de apenas quatro minutos no segundo tempo para deixar a vitória bem encaminhada. Henrique foi derrubado por Messias dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. De cavadinha, Thiago Neves ampliou.

Thiago Neves ampliou para o Cruzeiro em cobrança de pênalti no início do segundo tempo
Thiago Neves ampliou para o Cruzeiro em cobrança de pênalti no início do segundo tempo

A torcida do América-MG presente na Arena Independência perdeu a paciência com o time e tinha Luan como principal alvo. O atacante só não marcou aos 17 porque o chute, que tinha direção do gol, explodiu em cima de Léo. O Cruzeiro recuou e o adversário diminuir aos 24.

Matheusinho tentou o drible em Egídio, mas a bola acertou o braço do lateral. Pênalti assinalado pelo árbitro e convertido por Rafael Moura, que havia acabado de entrar no lugar de Norberto. Aos 35, os jogadores do Coelho reclamaram de pênalti do zagueiro Dedé em Matheusinho.

Aos 41, Raniel recebeu dentro da área e chutou para fora. Nos minutos finais, o América-MG ainda esboçou uma pressão, mas o Cruzeiro se defendeu bem e conseguiu a segunda vitória seguida no Brasileirão.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 33ª rodada. O América-MG recebe o Paraná, às 21 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte, enquanto o Cruzeiro encara o Atlético-PR, às 19 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
32ª rodada
Data
04/11/2018
Horário
17h00
Local
Independência - Belo Horizonte (MG)
Árbitro
Heber Roberto Lopes (SC)

Renda
R$ 98.805,00
Assistentes
Bruno Boschilia (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)

Público
9.423 pagantes
Cartões Amarelos
América-MG: Zé Ricardo, Juninho, Luan
Cruzeiro-MG: Egídio

Gols
América-MG: Rafael Moura 25' 2T
Cruzeiro-MG: Arrascaeta 17' 1T, Thiago Neves 4' 2T
América-MG
João Ricardo;
Norberto (Rafael Moura), Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos (Matheusinho);
Juninho, Zé Ricardo, Ruy, Giovanni e Aderlan (Robinho);
Luan.
Técnico: Adilson Batista
Cruzeiro-MG
Fábio;
Edilson, Dedé, Leo e Egídio;
Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Lucas Silva), Thiago Neves (Mancuello) e Arrascaeta;
Barcos (Raniel).
Técnico: Mano Menezes
 
 
" />