Ceará fica com chances mínimas de rebaixamento; grandes cariocas têm altos riscos

Enquanto Lisca caminha para livrar o mais uma vez o Vovô, Vasco e Botafogo seguem muito ameaçados

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) – Após o fim da 31ª rodada do Brasileirão, segundo calculou o site chances de gol, os quatro times que estão na zona de rebaixamento hoje são realmente os quatro têm mais probabilidade de queda. A surpresa ficou por conta do Ceará, que praticamente se livra da queda com a vitória na rodada, enquanto dois grandes seguem correndo altos riscos, caso de Vasco e Botafogo.

No jogo que fechou a rodada, o Ceará venceu o Atlético-MG por 2 a 1, o que levou o time de Fortaleza a 37 pontos, na 13ª colocação. Agora, segundo calculou o site, a probabilidade do Ceará ser rebaixado é de apenas 2,3%.

Outros times que possuem poucas chances de queda são o Fluminense (0,6%), Corinthians (1,1%) e Bahia (2,3%). Acima deles, ou seja, do nono colocado para cima, as chances de queda são todas de quase 0%, sendo que os times no G4 já não podem mais cair matematicamente.

(Foto: Lucas Moraes/cearasc.com)
(Foto: Lucas Moraes/cearasc.com)

IGUAIS COM 35 PONTOS
Empatados com 35 pontos, o Vasco, 14º colocado, e o Botafogo, 15º, têm, respectivamente, 35,3% e 36,1% de chances de caírem para a Série B.

Último time fora da zona de rebaixamento, o 16º colocado América-MG (34 pontos) tem 45,2% de probabilidade de queda.

CHAPE NO BOLO
No Z4, a Chapecoense também conta com 34 pontos e tem hoje 50,9% de chances de rebaixamento. Sport, 18º, e Vitória, 19º colocado, têm situações parecidas.

O time pernambucano tem 63,5% de chances, enquanto os baianos têm 63,2%. Ambos somam 33 pontos. O lanterna Paraná, que tem 17 pontos, já conta com quase 100% de chances de queda.