Sport 0 x 0 Cruzeiro - Raposa perde pênalti, tem gol legal anulado e tropeça

O resultado acabou sendo ruim também para o time pernambucano, que continua na zona de rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 08 (AFI) – Apontado por muitos como um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro praticamente se despediu do sonho ao empatar sem gols diante do Sport na tarde deste sábado, na Ilha do Retiro, pela 24ª rodada, em uma partida de pouca criatividade de ambos os lados. O time celeste ainda desperdiçou um pênalti cobrado por Raniel, revelado pelo Santa Cruz, defendido por Magrão.

O goleiro tem feito história com a camisa do Sport. Com o pênalti de Raniel, Magrão defendeu sua 33ª cobrança da marca do cal. O resultado, porém, não foi suficiente para tirar o time da zona de rebaixamento. O Sport tem 24 pontos, contra 33 do Cruzeiro, que vê seus principais adversários na briga pelo títulos se distanciarem nas primeiras posições.

Com o jogo decisivo diante do Palmeiras marcado para a próxima quarta-feira, no Allianz Parque, o técnico Mano Menezes optou por preservar alguns jogadores. O treinador poupou Thiago Neves, Henrique e Edilson e não pôde contar com Arrascaeta, lesionado, e Dedé, com a seleção brasileira. Diferente de Eduardo Baptista, que escalou o Sport com o que tinha de melhor. Ele, no entanto, perdeu alguns atletas, como Michel Bastos, liberado para resolver problemas particulares.

MORNO!
Em campo, os clubes fizeram um primeiro tempo equilibrado, que teria o Cruzeiro na frente do marcador se não fosse uma marcação equivocada do árbitro Vinícius Gonçalves Dias de Araújo, que assinalou impedimento de Barcos. O atacante, em posição legal, aproveitou o rebote após cabeçada na trave de Bruno Silva para jogar para o gol, mas nada valeu.

Cruzeiro empata com Sport na Ilha do Retiro - Reprodução/Cruzeiro
Cruzeiro empata com Sport na Ilha do Retiro

Mesmo atuando em casa, o Sport foi refém das jogadas em velocidade de Rogério e Marlone, que, bem marcados, pouco produziram na primeira etapa. Coube, então, a Durval ser protagonista da única chance de perigo, em uma cabeçada pela linha de fundo.

MAGRÃOOOOO
Eduardo Baptista voltou para o segundo tempo com duas mudanças. Entraram: Raul Prata e Jair nas vagas de Ernando e Neto Moura, mas o panorama continuou o mesmo. O Sport até que conseguiu envolver o time do Cruzeiro, porém sem qualquer efetividade. No cruzamento de Rogério, Fábio jogou para escanteio.

O jogo continuou morno até que David acabou derrubado dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Raniel foi para a cobrança e parou na defesa do goleiro Magrão, que acabou sendo o grande responsável pelo o empate na Ilha do Retiro.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, o Cruzeiro faz o clássico diante do Atlético-MG no dia 16 de setembro (domingo), às 16h, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG). No mesmo dia, às 19h, o Sport visita o Corinthians na Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
24ª rodada
Data
08/09/2018
Horário
16h00
Local
Ilha do Retiro - Recife (PE)
Árbitro
Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Renda
R$ 53.860,00
Assistentes
Alex Ang Ribeiro (SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)

Público
R$ 53.860,00
Cartões Amarelos
Sport-PE: Neto Moura, Ronaldo Alves, Jair
Cruzeiro-MG: Robinho

Sport-PE
Magrão;
Ernando (Raul Prata), Ronaldo Alves, Durval e Sander;
Marcão Silva, Neto Moura (Jair), Andrigo (Mateus Gonçalves) e Marlone;
Rogério e Hernane Brocador
Técnico: Eduardo Baptista
Cruzeiro-MG
Fábio;
Ezequiel, Manoel, Léo e Egídio;
Lucas Silva, Bruno Silva, Robinho (Raniel), Mancuello e Rafinha (Éderson);
Barcos (David)
Técnico: Mano Manezes
 
 
" />