Botafogo x Atlético-PR - Bota tenta voltar a vencer após dois empate para cola no G6

Por outro lado, o Furacão precisa da vitória a qualquer custo para se distanciar da zona de rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 12 (AFI) - Após dois empates seguidos, o Botafogo irá tentar fazer jus ao fator casa para voltar a vencer e colar no G6 do Campeonato Brasileiro da Série A. Nessa quarta-feira, a equipe carioca recebe o Atlético-PR, no Estádio do Engenhão, às 21h, pela 12ª rodada da elite nacional. Por outro lado, o Furacão precisa dos três pontos a qualquer custo e por isso irá tentar surpreender para se distanciar da zona de rebaixamento.

Atualmente com 14 pontos somados, o Botafogo aparece na 12ª colocação - quatro pontos atrás do Palmeiras que está na sexta colocação e é o primeiro time dentro da zona de classificação. Em 11 jogos, a equipe carioca venceu três , empatou cinco e foi derrotado em três oportunidades. Em situação ainda pior, o Atlético Paranaense está na zona de rebaixamento, na 17ª colocação com nove pontos.

Botafogo e Atlético-PR se enfrentam pela 12ª rodada do Brasileirão
Botafogo e Atlético-PR se enfrentam pela 12ª rodada do Brasileirão
BOTAFOGO SÓ PENSA NO G6
Focado em voltar a vencer, Alberto Valentim deve mandar o Botafogo com o que tem de mais forte no elenco. Já que o único 'novo' desfalque é o atacante Aguirre. Com isso, Pimpão volta ao time titular. Artilheiro da equipe na temporada ao lado de Brenner, o atacante Kieza concedeu entrevista coletiva e aproveitou a oportunidade para convocar o torcedor botafoguense, peça fundamental para o sucesso da equipe.

"Sei que nosso torcedor está triste, temos deixado a desejar, mas esperamos que ele possa vir e nos ajudar. Sem a torcida não somos nada. Que eles possam nos ajudar amanhã da melhor forma possível - disse Kieza, que também aproveitou para falar sobre os seguidos erros de arbitragem sofridos pelo Botafogo no Campeonato Brasileiro", disse o centroavante que ainda completou.

"Tivemos um pênalti contra o São Paulo que não existiu. Contra o Vitória um pênalti clarríssimo sobre mim. Contra o Bahia novamente um erro que nos deixou com um a menos, além do pênalti que não houve. Conversamos com os árbitros e muitas vezes não admitem os erros deles. É complicado", falou em tom de indignação.

FURACÃO VAI EM BUSCA DA RECUPERAÇÃO PARA SALVAR FERNANDO DINIZ
O jogo contra o Botafogo nesta quarta-feira, pode ser o último do técnico Fernando Diniz no comando do Atlético-PR. Desde que foi contratado no início de janeiro, o treinador teve tempo para trabalhar e acertar o time de acordo com a sua proposta de jogo, de controle de posse de bola. Mas, em pouco mais de seis meses no comando do elenco, o técnico soma apenas cinco vitórias em 20 jogos, com apenas 36% de aproveitamento.

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o treinador entra na 12ª rodada pressionado por um bom resultado antes da parada para a Copa do Mundo. Vindo de três derrotas consecutivas, para São Paulo, Sport e América-MG, o clube parou nos nove pontos. Na competição são apenas duas vitórias, contra Chapecoense e Santos, além de três empates.

E se o momento já não é bom para a comissão técnica, dentro de campo as notícias também não são boas. O zagueiro Thiago Heleno e o volante Lucho González foram poupados do treino de segunda-feira e passaram a ser dúvida para o jogo. Se não tiverem condições, Pavez e Matheus Rossetto ganham uma oportunidade no time titular. Por outro lado, Zé Ivaldo cumpriu suspensão automática e volta a atuar.

Na frente, Guilherme, Nikão e Bergson brigam por apenas uma posição ao lado de Pablo e Raphael Veiga, que estão confirmados. Com apenas 10 gols marcados em 11 partidas, o Atlético-PR tem um dos piores ataques da competição, à frente apenas de Bahia, Paraná, Ceará (que completam a zona de rebaixamento) e o Cruzeiro.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
12ª rodada
Data
13/06/2018
Horário
21h00
Local
Engenhão - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Rodrigo Batista Raposo (DF)

Renda
R$ 124.305,00.
Assistentes
Daniel Henrique da Silva Andrade e Luciano Benevides de Sousa (DF)

Público
10.048 pagantes (10.965 no total).
Cartões Amarelos
Atlético-PR: Zé Ivaldo

Gols
Botafogo-RJ: Rodrigo Lindoso 33' 1T, Renan Lodi 26' 2T (contra)
Botafogo-RJ
Jefferson;
Luis Ricardo, Yago, Igor Rabello e Moisés;
Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leonardo Valencia (Dudu Cearense) e Luiz Fernando (Renatinho);
Rodrigo Pimpão (Ezequiel) e Kieza.
Técnico: Alberto Valentim
Atlético-PR
Santos;
Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Bruno Guimarães (Renan Lodi);
Marcinho, Camacho, Guilherme (Pablo), Nikão, Raphael Veiga e Thiago Carleto;
Bergson (Éderson).
Técnico: Fernando Diniz
 
 
" />