Figueirense 3 x 2 Internacional - Acabou o sonho de ficar sozinho na ponta do Brasileiro

Internacional tem os mesmos 19 pontos do Palmeiras e seis vitórias, mas perde a ponta pelo saldo de gols: 9 a 6

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 19 (AFI) – Depois de ter ficado a oitava rodada como líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Internacional agora caiu pela o segundo lugar pelo saldo de gols. Isso após perder para o Figueirense por 3 a 2, neste domingo à tarde, pela nona rodada. Internacional e Palmeiras têm os mesmos 19 pontos e seis vitórias, porém, o time paulista leva vantagem no saldo de gols: 9 a 6. A vitória deixou o Figueirense com 12 pontos, em posição intermediária e na sua luta para ficar mais distante da zona de rebaixamento. Uma missão árdua para o técnico Vinícius Eutrópio.

O Figueirense buscava a reabilitação da derrota para o Santa Cruz, por 1 a 0, no Recife (PE). O Internacional vinha de vitória em casa sobre o Atlético Mineiro, por 2 a 0, no Beira Rio.

"Nós sabíamos que seria um jogo difícil. É sempre duro jogar contra o Figueirense aqui dentro do campo deles", diz Argel, que chegou a dirigir o time catarinense no Brasileiro do ano passado, antes de se transferir para o Inter na própria competição.

Ferrugem marcou um golaço pelo Figueirense
Ferrugem marcou um golaço pelo Figueirense

Para Vinícius Eutrópio esta foi uma vitória para dar moral ao grupo.

"Vai dar confiança porque superamos o líder" - explicou.

COMEÇO MOVIMENTADO
O jogo começou em alta velocidade. O Internacional antes de cinco minutos já tinha criado duas chances reais para abrir o placar. A principal delas com Vitinho, que após passe de Alex ficou na frente do goleiro Thiago Rodrigues, que fechou o ângulo com o peito.

Mas, aos poucos, o time da casa foi tomando conta do meio campo e criou as melhores chances de marcar. Aos 13 minutos, Lins chutou e Danilo Fernandes fez grande defesa. Aos 19 minutos, a defesa bateu cabeça e Rodrigo dourado, de última hora, cortou ao chute de Rafael Moura já na pequena área.

Um susto geral aos 24 minutos. Após escanteio, Rafael Moura foi aliviar com a sola e atingiu o próprio companheiro, o volante Elicarlos. Ele caiu no chão, sangrando perto do ouvindo e tendo uma convulsão. Imagens fortes. Atendido pelos médicos, ele melhorou, mas foi substituído por Jackson Caucaia. Mesmo assim foi encaminhado para um hospital para análise mais detalhada. Em princípio sofreu um corte atrás da orelha.

MAIS CHANCES
O Figueirense continuou martelando e empurrando o Inter para a sua grande área defensiva. Aos 39 minutos, Lins deu um drible em Ernando que o segurou pela camisa. Pênalti. Na cobrança e Bady, 1 a 0, Figueira. Ele chutou no meio do gol e no alto. Normalmente quem cobraria seria Rafael Moura, mas ele pediu para trocar porque antes jogava no Colorado e o pessoal lá já sabia bem como costuma chutar os pênaltis. Atitude sábia.

Houve tempo ainda do time catarinense criar outra chance aos 45 minutos. Ferrugem entrou na área pelo lado da área, foi ao fundo e cruzou para trás. Bady bateu, a bola foi espalmada por Danilo Fernandes, tocou em William e no pé da trave. Lance de pebolim. Muita sorte dos gaúchos.

Vitinho marcou os dois gols do Internacional
Vitinho marcou os dois gols do Internacional

MUDANÇA NA VOLTA
No segundo tempo, o técnico Argel Fucks voltou com o meio-campo reforçado. Tirou Alex, sem mobilidade, para a entrada de Anderson. Mas aos dois minutos, num contra-ataque quase o Figueira aumenta. Desceu em contragolpe num lance de três contra um. Mesmo assim, Bady finalizou para fora. Chance de ouro perdida.

O minuto decisivo aconteceu aos 19. Após escanteio cobrado por Bady, Marquinhos ajeitou de cabeça e Rafael Moura pegou de bicicleta que explodiu no meio da trave colorada. Seria um golaço. Mas...quem não faz toma. No contra-ataque puxado pelo zagueiro Ernando, a bola foi lançada para Vitinho pelo lado direito do ataque. Ele ajeitou em velocidade e bateu cruzado, sem chances de defesa. Tudo igual aos 20 minutos.

JOGO ABERTO
Com o gol o Internacional cresceu, na moral. Mas o Figueirense também não abandonou a ideia de buscar a vitória. Aos 26 minutos Ferrugem arriscou chute de longe e Danilo Fernandes espalmou para escanteio. Após a cobrança dele, a defesa rebateu de cabeça e a bola caiu no pé esquerdo de Ferrugem, dentro da área. Ele bateu sem deixar a bola cair. Um golaço. A bola entrou no canto direito de Danilo Fernandes e antes ainda passou entre as pernas de Rodrigo Dourado. Figueira na frente aos 27 minutos.

Perdendo e com o zagueiro Paulão lesionado, Argel arriscou na base do "tudo ou nada" colocando o atacante Andrigo em seu lugar. O Colorado ficou vulnerável e logo sofreu um contragolpe mortal. Lins desceu pelo lado esquerdo e fez o passe açucarado para Bady, que bateu de chapa no lado direito de Danilo de novo.

Como já estava atrás no placar, o Inter continuou na frente. Andrigo salvou a saída de bola na linha de fundo pelo lado esquerdo da área. Cruzou para trás para a batida de primeira de Vitinho, que fez o segundo gol colorado.

Reprisado várias vezes na televisão se viu que a bola realmente saiu, como reclamou o banco da casa. Os últimos minutos foram de emoção e tensão. Mas não mudou o placar.

PRÓXIMOS JOGOS
o Internacional vai continuar jogando fora de casa na 10.ª rodada. Vai subir até Curitiba para enfrentar o Coxa, que perdeu sábado para o América Mineiro, por 2 a 1.Isso na quinta-feira, 23, às 21h30. O Figueirense vai sair para enfrentar o Botafogo, quarta-feira, às 21 horas.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
9ª rodada
Data
19/06/2016
Horário
16h00
Local
Orlando Scarpelli - Florianópolis (SC)
Árbitro
Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Renda
R$ 389.720,00
Assistentes
Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP).

Público
16.361 pagante (20.607 total)
Cartões Amarelos
Figueirense-SC: Rafael Moura, Guilherme Queiroz

Gols
Figueirense-SC: Bady 40' 1T, Ferrugem 27' 2T, Bady 34' 2T
Internacional-RS: Vitinho 20' 2T, Vitinho 37' 2T
Figueirense-SC
Thiago Rodrigues;
Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso;
Elicarlos (Jackson Caucaia), Ferrugem, Bady e Ermel (Éverton Santos);
Lins (Guilherme Queiroz) e Rafael Moura.
Técnico: Vinícius Eutrópio
Internacional-RS
Danilo Fernandes;
William, Paulão (Andrigo), Ernando e Artur;
Rodrigo Dourado, Fabinho, Gustavo Ferrareis (Aylon) e Alex (Anderson);
Vitinho e Sasha.
Técnico: Argel Fucks
 
 
" />